PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de QUALIFICAÇÃO: VERÔNICA DA SILVA OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : VERÔNICA DA SILVA OLIVEIRA
DATA : 22/06/2017
HORA: 13:00
LOCAL: a definir
TÍTULO:

Estudo do complexo cis-[Fe(cyclam)ox]PF6: spin crossover, fotoquímica e atividade antibacteriana


PALAVRAS-CHAVES:

Ferro-cyclam, fotoquímica, atividade antibacteriana


PÁGINAS: 124
RESUMO:

O presente trabalho tem como objetivo a síntese e caracterização do complexo cis-[Fe(cyclam)ox]PF6, e investigação da sua atividade fotoquímica e antibacteriana. A caracterização foi realizada empregando-se análise elementar, espectroscópica (IV, Raman, UV-Vis e Mössbauer), eletroquímica (CV e DPV) e térmica. A reatividade fotoquímica foi avaliada por IV com exposição à luz branca, e os resultados evidenciaram a degradação do ligante oxalato coordenado ao metal. O espectro de IV apresentou modos vibracionais na faixa de 3286-2878 cm-1, referentes ao grupo N-H e estiramentos C-H do macrocíclico cyclam, bem como nas(O-C-O) em 1705 e 1679 cm-1, e ns(O-C-O) em 1351 cm-1, atribuídos ao oxalato coordenado de modo bidentado. O espectro eletrônico do complexo em meio aquoso apresentou três bandas, sendo a de maior energia (230 nm), atribuída a transição intraligante do cyclam, e as demais, 292 nm e 355 nm, referentes a transições LMCT.  A voltametria cíclica do complexo exibiu um par redox Fe3+/2+ reversível, com E1/2 = - 41,9 mV. O espectro mössbauer em 300K apresentou um dubleto (D1) com d = 0,30 mm/s e DEQ = 0,40 mm/s, típico de Fe3+ com configuração alto spin. Entretanto, com o abaixamento da temperatura, constatou-se a gradual redução da intensidade de D1 e o surgimento de um segundo dubleto (D2), com d = 0,19 mm/s e ΔEQ =  1,73 mm/s a 12 K, típico de Fe3+ baixo spin. Caracterizando a existência de um processo de transição de estado de spin dependente da temperatura. A reatividade fotoquímica do complexo cis-[Fe(cyclam)ox]PF6 se mostrou relevante na síntese de novos complexos do sistema Fe-cyclam e na ativação antibacteriana. Através da reação fotoquímica do composto foi obtido o binuclear [((cyclam)Fe)2(µ-SO4)](PF6)2.H2O, cuja estrutura foi identificada por difração de raio-X de monocristal. O voltamograma cíclico do binuclear apresentou dois processos redox quase reversíveis, com E1/2 iguais a 169mV e -10,5mV, com Kc = 1,1 x 103. A atividade antibacteriana do complexo cis-[Fe(cyclam)ox]PF6 foi avalia frente a Pseudomonas aeruginosa (ATCC 9027), Staphylococcus aureus (ATCC 29213) e Escherichia coli (ATCC 25922). Os melhores resultados foram obtidos para a Pseudomonas, com concentração inibitória mínima (CIM) igual a 293,5 µM. Entretanto, a exposição do composto à luz branca ou azul durante 90 min, potencializaram a atividade inibitória do complexo em torno de 59% frente a Pseudomonas, reduzindo os valores de CIM para 118,6 µM (luz branca) e 119,5 µM (luz azul). Quando submetido a 240 min de exposição, a atividade foi potencializa em 79,5% (luz branca) e 77,4% (luz azul). Portanto, a atividade fotoquímica do complexo em estudo representa uma alternativa promissora no combate bacteriano.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1530500 - ANA CRISTINA FACUNDO DE BRITO PONTES
Externo ao Programa - 1715109 - DANIEL DE LIMA PONTES
Interno - 1945343 - FRANCISCO ORDELEI NASCIMENTO DA SILVA
Externo ao Programa - 2275890 - MARCELO DE SOUSA DA SILVA
Notícia cadastrada em: 05/06/2017 15:54
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao