PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALCINEY MIRANDA CABRAL

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALCINEY MIRANDA CABRAL
DATA : 28/12/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do química 3
TÍTULO:

SÍNTESE POR REAÇÃO DE COMBUSTÃO MODIFICADA E CARACTERIZAÇÃO DAS FERROPEROVSKITAS LaxBi1-xFeO3 (x = 0.00, 0.10, 0.20 e 0.30), APLICADAS A ANTENAS MULTIFERRÓICAS


PALAVRAS-CHAVES:

Perovskitas, BiFeO3, Multiferróicos, Dielétricos e Antiferromagnetismo distorcido


PÁGINAS: 198
RESUMO:

Os Multiferróicos nas formas monofásicas da perovskita BiFeO3, para sistemas LaxBi1-xFeO3 (x = 0.00, 0.10, 0.20 e 0.30) com as seguintes atribuições BFO P.C., BFO700, BFO 830, L0.10BFO700 L0.20BFO700 e L0.30BFO700, foram obtidos pelo Método da Reação de Combustão Adaptada, com objetivo de diminuir a instabilidade do composto BiFeO3 em relação a dopagem por La3+ nas temperaturas de sinterização de 700º C e 830oC com seus parâmetros elétricos e magnéticos. Os materiais formados foram caracterizados por Refinamento de Rietveld (DRX-Rietveld), Infravermelho Médio com Transformada de Fourier (FTIR), Microscopia Eletrônico de Varredura com Espectroscopia por Energia Dispersiva (MEV/EDS/MAPEAMENTO), Análises Térmicas (TGA/DTA) e Propriedades Magnéticas e Elétricas (VSM, ɛ’, ɛ’’ e tang δ). Os resultados dos parâmetros estruturais, elétricos e magnéticos da perovskita BiFeO3, BFO monofásica, nas temperaturas de sinterização a 700 oC (BFO/Romboédrico/R3c) e 830 oC (BFO/Triclínica/P1), estão diretamente dependentes. A dopagem por La3+ fizeram com que as amostras BFO700, L0.10BFO700, L0.20BFO700 e L0.30BFO700 tenham valores de magnetização de saturação diferentes com a mudança de simetria e grupo espacial (Romboedral/R3c - 0,011314 µB/[f.u.], Ortorrômbico/Pnma - 0,006516 µB/[f.u.], Ortorrômbico/Pbnm - 0,011503 µB/[f.u.] e Ortorrômbico/Pbnm - 0,009509 µB/[f.u.]), respectivamente. As análises por FTIR/DRX-Rietveld evidenciaram as fortes vibrações (530,34; 531,61; 551,51cm-1) próprias de estiramentos e distorções octaédricas (perovskita BiFeO3) do FeO6 nas geometrias das cerâmicas formadas, as estruturas foram classificadas como antiferromagnetica com distorção octaedral. A dieletricidade das cerâmicas é maior que 6 e a tangente de perdas menores que -0,13 na faixa de frequência de 0-0,5 GHz. O fator de qualidade foi medido e todas se apresentaram menores que -10 dB à -25dB. Esses resultados denotam que os materiais cerâmicos podem ser aplicados em substratos químicos cerâmicos para antenas magnetoferróicas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 350633 - ADEMIR OLIVEIRA DA SILVA
Externo ao Programa - 338292 - JOÃO BOSCO LUCENA DE OLIVEIRA
Interno - 7350310 - MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA
Interno - 345799 - OTOM ANSELMO DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 21/12/2016 16:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao