Banca de DEFESA: BELIZA MARIA DE SOUZA PINHEIRO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BELIZA MARIA DE SOUZA PINHEIRO
DATA : 30/09/2016
HORA: 09:00
LOCAL: NUPPRAR
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DOS POSSÍVEIS IMPACTOS DA ATIVIDADE SALINEIRA ATRAVÉS DO MONITORAMENTO DA QUALIDADE DA ÁGUA E SEDIMENTO DO ESTUÁRIO TOMÁS-GALINHOS EM GALINHOS/RN


PALAVRAS-CHAVES:

Indústria  Salineira,  Diagnóstico  Ambiental,  IQA,  IT,  Toxicidade  de Sedimentos


PÁGINAS: 104
RESUMO:

Mediante o acelerado desenvolvimento econômico e industrial, o Rio Grande do Norte está inserido nesse cenário como o maior produtor de sal, cloreto de sódio, do país e detentor de  97%  de  todo  o  sal  produzido.  Nesse  contexto,  a  Salina  Diamante  Branco  -  SDB,  em Galinhos,  descarta  toda  a  salmoura  de  processo  na  área  de  estudo  em  questão,  o  estuário Tomás-Galinhos.  Desse  modo,  é  essencial  avaliar  os  possíveis  impactos  dessa  atividade

salineira nos estuários adjacentes.  Dessa forma,  realizou-se  um monitoramento  da qualidade de água e sedimento  para  obtenção de um diagnóstico ambiental, incluindo os  indicadores de poluição, o Índice de Qualidade de água  –  IQA e  o Índice de Toxicidez.  As amostras foram coletadas  durante  2  anos,  em  quatro  pontos,  de  maio  de  2014  a  maio  de  2016.  Todos  os resultados foram devidamente relacionados com os padrões  exigidos pelas resoluções 357, de 17 de março de 2005  e 344, de 25 de março de 2004,  ambas, do Conselho Nacional do  Meio Ambiente – CONAMA. Para os parâmetros não relacionados nas normas citadas, estes, foram avaliados perante sua variabilidade no corpo d’água.  A grande maioria dos resultados obtidos apresentaram-se sem grandes variações  mantendo as  características naturais do estuário,  fato

que levou o IQA de todos os pontos como de qualidade BOA. Em contrapartida, alguns teores de oxigênio dissolvido, nutrientes dissolvidos e clorofila obtidos, indicaram uma tendência à contaminação  por  matéria  orgânica.  O  altos  teores  de  fósforo,  também  no  sedimento comprovaram  essa  tendência.  No  entanto,  esses  contaminantes  são  oriundos  de  outras atividades  nas  comunidades  circunvizinhas.  Em  relação  aos  metais  na  água,  praticamente todos estavam abaixo do limite de detecção do ICP-OES utilizado, indicando que estes metais tendem  a  ser  carreados  pela  dinâmica  das  marés  ou  precipitados  no  sedimento, caracterizando-se como  IT igual a 1, isto é, contaminação ausente. O  zinco  foi o único metal detectado  em  água  ,  porém  também  gerou  IT  igual  a  1,  pois  estava  dentro  dos  limites

exigidos.  Em  relação  aos  metais  no  sedimento  apenas  o  mercúrio  e  o  cádmio  não  foram detectados, para os demais  presentes, obteve-se  também  ausência de toxicidade.  O níquel foi o único metal com teor acima do limite máximo, no entanto, este teor o classificou como nível 1  em que não  considera-se  como probabilidade de    efeitos adversos à biota.  Os altos valores encontrados de cálcio, magnésio e de salinidade, mostraram a influência direta das águas de descarte e seu acúmulo, relacionados também aos fluxos das marés e às chuvas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2140818 - AMANDA DUARTE GONDIM
Presidente - 348475 - DJALMA RIBEIRO DA SILVA
Externo à Instituição - EMILY CINTIA TOSSI DE ARAUJO COSTA - UFRN
Externo ao Programa - 1199268 - JAILSON VIEIRA DE MELO
Externo à Instituição - KATIA REGINA SOUZA - IFRN
Notícia cadastrada em: 13/09/2016 10:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao