Banca de QUALIFICAÇÃO: KLEISON JOSÉ MEDEIROS LEOPOLDINO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : KLEISON JOSÉ MEDEIROS LEOPOLDINO
DATA : 22/08/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Anfiteatro do CCET
TÍTULO:

OBTENÇÃO DE AMIDO MODIFICADO DA PALMA FORRAGEIRA (Opuntia ficus-indica)


PALAVRAS-CHAVES:

amido modificado. Palma forrageira. Fosforilação. Oxidação


PÁGINAS: 175
RESUMO:

A obtenção e modificação química do amido da Palma Forrageira (Opuntia ficus-indica) é o objeto de estudo deste trabalho. O amido que foi extraído da palma forrageira apresentou pureza 99,30% e as vias de modificação deste amido foram a oxidação e a fosforilação com a avaliação dos efeitos desta modificação. O amido foi modificado por periodato de sódio para o processo de oxidação, enquanto para o processo de fosforilação se variou a concentração de tripolifosfato de sódio em relação a tempos de reação com intuito de estabelecer limites de fósforo adequados para uso em alimentos baseado no Codex Alimentarius. Os resultados demonstraram um aumento do teor de fósforo obtendo-se o máximo de acordo com a legislação no tempo de 40 minutos com 7% de tripolifosfato de sódio. Os resultados indicaram ainda que ambos os fatores estudados (tempo e concentração) influenciam na fosfatação do amido devido a interação destas variáveis independentes. Das propriedades avaliadas do amido nativo e modificados foram determinados a composição centesimal, teor de fósforo, teor de amido, amilose e a forma e tamanho dos grânulos de amido. A modificação química do amido provocou aumento dos teores de fósforo e cinzas e diminuição dos teores de amido e amilose, conseguindo-se experimentalmente maior fosfatação de acordo com a legislação no tempo de 40 minutos a 7% de tripolifosfato de sódio após passar por um processo de diálise. As propriedades funcionais foram analisadas nas amostras do amido nativo e modificadas sendo determinada a densidade, poder de inchamento, índice de solubilidade, caracterização do gel, turbidez, sinérese, viscosidade de pasta, análise calorimétrica. O amido nativo da palma forrageira apresentou densidade 1,67 g.mL-1 e a modificação diminuiu a densidade do amido nativo. O poder de inchamento e o índice de solubilidade do amido nativo e modificados apresentaram diferenças significativas. A modificação, também, diminuiu a absorbância porque facilita a passagem da luz, enquanto a sinérese foi influenciada pela modificação, ocorrendo um aumento com o número do ciclo de armazenamento, e uma diminuição com a modificação química. O amido fosfatado apresentou maior viscosidade de pasta do que o amido nativo devido os mesmos possuírem maior poder de inchamento e índice de solubilidade em água.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 348475 - DJALMA RIBEIRO DA SILVA
Externo ao Programa - 1549526 - EDVALDO VASCONCELOS DE CARVALHO FILHO
Externo à Instituição - EMILY CINTIA TOSSI DE ARAUJO COSTA - UFRN
Interno - 7350310 - MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA
Notícia cadastrada em: 10/08/2016 16:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao