Banca de DEFESA: GILBERTO DE LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GILBERTO DE LIMA
DATA: 05/02/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do NUPPRAR
TÍTULO:

ESTUDO DE UM NOVO ELETRÓLITO POLIMÉRICO SÓLIDO EM FORMA DE FILME AUTOSSUSTENTÁVEL: POLI(ÓXIDO DE ETILENO)/TUNGSTATO DE SÓDIO


PALAVRAS-CHAVES:

Poli(óxido de etileno) (POE); Tungstato de sódio (Na2WO4); Eletrólito polimérico sódio (EPS); Estudo termocinético; Condutividade; Circuito elétrico equivalente.


PÁGINAS: 134
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Físico-Química
ESPECIALIDADE: Eletroquímica
RESUMO:

Filmes poliméricos autossustentáveis baseados em um novo eletrólito polimérico sólido (EPS), tendo como matriz hospedeira o poli(óxido de etileno) (POE) e como agente dopante o tungstato de sódio (Na2WO4), foram obtidos para diferentes composições do sal (m = 0,20; 0,26; 0,30; 0,40; 0,50 e 1,31 mg). Os filmes foram caracterizados por DRX, FTIR, MEV/EDS, TG/DTG, DSC e EI. Os difratogramas de raios X confirmaram a natureza semicristalina do polímero e sugeriram que a adição do sal provoca uma redução na cristalinidade dos filmes. Os dados de FTIR permitiram a análise da interação entre os íons do sal e as cadeias poliméricas. As micrografias obtidas por MEV demonstraram morfologia esferulítica intercaladas por ligações interlamelares para todas as composições estudadas. O estudo de TG/DTG mostrou que a decomposição térmica do eletrólito ocorre em uma única etapa com a adição do sal aumentando a estabilidade térmica dos filmes. Os dados de TG/DTG permitiram, ainda, o estudo cinético da decomposição térmica do eletrólito por meio dos métodos de Briodo (BR), Coats-Redfern (CR) e Horowitz-Metzger (HM) sugerindo uma cinética de 1ª ordem para a reação de decomposição térmica dos filmes, assim como, a determinação dos parâmetros termodinâmicos de ativação: E*, ∆H*, ∆S* e ∆G*. O grau de cristalinidade foi determinado através dos dados de DSC e mostrou uma redução após a adição do sal ao polímero. O eletrólito POE/Na2WO4 exibiu um máximo de condutividade iônica de 3,24x10-4 S.cm-1, a temperatura ambiente, para o filme com 1,31 mg do sal. Através dos dados de impedância foi possível o estudo de relaxação das cadeias do POE, assim como, a difusão do sal entre estas cadeias. Os diagramas de impedância, nos formatos Bode e Nyquist, permitiram o ajuste dos dados experimentais à circuitos elétricos equivalentes o que facilitou a associação dos componentes dos circuitos aos fenômenos físicos e químicos observados para os filmes e revelaram que, após a adição do sal ao polímero, os filmes têm suas propriedades elétricas melhoradas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADRIANA NUNES CORREIA - UFC
Externo à Instituição - CASSIA MIRIAM LUCAS DA SILVA - UFRN
Presidente - 348475 - DJALMA RIBEIRO DA SILVA
Interno - 1149539 - MARIA GORETTE CAVALCANTE
Interno - 1412709 - NEDJA SUELY FERNANDES
Notícia cadastrada em: 08/01/2016 11:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao