PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANDERSON WANDERLEY VIDAL

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDERSON WANDERLEY VIDAL
DATA: 16/10/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Labcim
TÍTULO:

Estudo de composições de pastas de cimento contendo cinza de casca de arroz para aplicação em poços com elevadas temperaturas.


PALAVRAS-CHAVES:

Cinza da casca do arroz; cimentação de poços; xenotlita.


PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
ESPECIALIDADE: Físico Química Inorgânica
RESUMO:

O cimento quando submetido a altas temperaturas apresenta um efeito conhecido como efeito de retrogressão da resistência à compressão, onde os produtos hidratados se  convertem  em  fases  do tipo α-silicato dicálcico  hidratado  (αC2S  ou  Ca2(HSiO4)OH),  que  possui  estrutura  cristalina,  massa  específica  alta, elevada  permeabilidade  e  baixa  resistência  mecânica  à  compressão. Uma prática comum da indústria do petróleo para minimizar os efeitos do fenômeno da retrogressão é a adição de 35 a 40% por peso de cimento (BWOC) de sílica flour na formulação da pasta de cimento. O objetivo do trabalho é avaliar o comportamento da cinza da casca de arroz (CCA) como uma alternativa à sílica flour no combate à retrogressão. A CCA é um resíduo oriundo da queima da casca de arroz que possui, em média, 92% de sílica em sua composição mostrando-se uma alternativa promissora, de matéria prima nacional e de baixo custo. Para avaliar este produto formulou-se pastas de cimento contendo 30 ou 40% BWOC de CCA. Variou-se as densidades das formulações até que fossem alcançados parâmetros de água livre e consistometria similares aos descritos na norma NBR 9831. As formulações com propriedades similares às de uma pasta de cimento padrão (normativa) foram submetidas ao ensaio de retrogressão da resistência à compressão. A retrogressão foi medida comparando-se os valor de resistência á compressão de pastas hidratadas em condições estáticas de fundo de poço (temperatura BHST) com as pastas hidratadas em condições de alta temperatura (300 oC). Utilizou-se as técnicas de DRX e TGA/DTA para acompanhar o processo. Os resultados obtidos foram comparados com uma pasta de cimento referência de densidade 15,8 lb/gal e contendo 35,0% BWOC de Sílica flour, aditivo comercial para combate à retrogressão da resistência à compressão. As formulações contendo 30,0% da CCA obtiveram uma retrogressão média de 60% na RC, equanto que as formulações com 40,0% da CCA obtiveram cerca de 5% de retrogressão. Utilizando o CCA como aditivo de combate a retrogressão da RC foi possível obter desempenhos melhores que o aditivo comercial (sílica flour) e com valores de densidade inferiores a 15,8 lb/gal, isto é, uma pasta com menor custo, maior eficiência e maior rendimento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1804366 - JULIO CEZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Externo ao Programa - 1979301 - RENATA MARTINS BRAGA
Externo à Instituição - RODRIGO CESAR SANTIAGO - UFERSA
Notícia cadastrada em: 13/10/2015 09:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao