Banca de DEFESA: DENNYS SALVINO SERGIO PEREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DENNYS SALVINO SERGIO PEREIRA
DATA: 10/07/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do NTCPP
TÍTULO:

INFLUÊNCIA DO TEMPO DE ADIÇÃO DO POLICARBOXILATO EM PASTAS DE CIMENTO PORTLAND PARA  CIMENTAÇÃO DE POÇOS PETROLÍFEROS.


PALAVRAS-CHAVES:

Dispersante, pastas de cimento, poços de petróleo, policarboxilato.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
ESPECIALIDADE: Físico Química Inorgânica
RESUMO:

Pastas de cimento utilizadas em operações de cimentação de poços petrolíferos são preparadas conforme as características especificas de cada poço. As propriedades físicas requeridas para cada formulação de pasta dependem das condições de temperatura e pressão do poço a ser cimentado. As propriedades reológicas das pastas são parâmetros de importante controle para a eficiência no deslocamento e posicionamento da pasta durante a operação de cimentação. Um dos principais tipos de aditivo utilizado para a adequação das propriedades reológicas das pastas de cimento é o aditivo dispersante. O presente trabalho tem como objetivo estudar, a influência da variação do tempo de adição do policarboxilato (0, 5, 10 e 15 minutos) em pastas de cimento, considerando os períodos iniciais de hidratação das partículas de cimento como ponto fundamental para uma melhor atuação do aditivo dispersante. Foram preparadas pastas com densidade fixada em 15,6 lb/gal (1,87 g/cm3) e concentrações de policarboxilato variando entre 0,01 gpc até 0,05 gpc, a temperatura de circulação (BHCT) de 51ºC e temperatura estática (BHST) de 76º C. As pastas foram caracterizadas a partir de ensaios reológicos, volume de filtrado, tempo de espessamento e resistência à compressão para formulações. Foram também realizados ensaios de Difração de raios-X (DRX) e Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV). Os resultados mostraram que a adição do policaboxilato após 15 minutos reduziu em 70 % os valores dos parâmetros reológicos. De acordo com resultados de DRX e MEV, a adição do dispersante, após 15 minutos, não influenciou as reações químicas e a consequente formação dos produtos de hidratação do cimento. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1804366 - JULIO CEZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Externo ao Programa - 1979301 - RENATA MARTINS BRAGA
Externo à Instituição - RODRIGO CESAR SANTIAGO - UFERSA
Notícia cadastrada em: 30/06/2015 09:54
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao