PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: JANIELE MAYARA FERREIRA DE ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JANIELE MAYARA FERREIRA DE ALMEIDA
DATA: 01/07/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de reunião do NUP-ER
TÍTULO:

APLICAÇÃO DA PERLITA EXPANDIDA MODIFICADA COM ORTOFENANTROLINA NA REMOÇÃO DO NEGRO DE ERIOCROMO T EM ÁGUAS RESIDUAIS GERADAS EM LABORATÓRIOS DE ENSINO DE QUÍMICA


PALAVRAS-CHAVES:

Perlita expandida, negro de eriocromo T, ortofenantrolina.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Analítica
ESPECIALIDADE: Análise de Traços e Química Ambiental
RESUMO:

No presente trabalho realizou-se o estudo da remoção do negro de eriocromo T usando a perlita expandida modificada com ortofenantrolina, através da técnica de adsorção. O estudo do processo de adsorção foi realizado através da averiguação do efeito da concentração inicial do corante, tempo de contato e variação de pH da solução (meio ácido e alcalino) no processo de adsorção, para um efluente denominado sintético (solução aquosa do negro de eriocromo T) e um efluente real (gerado a partir do ensaio de determinação da dureza da água, por titulometria de complexação). Os materiais foram caracterizados por Termogravimetria/Análise Térmica Diferencial (TG/DTA), Espectroscopia de absorção na região do infravermelho (IV), Difração de raios X (DRX) e Microscopia eletrônica de varredura (MEV). Pelas análises de DRX observaram-se reflexões referentes à ortofenantrolina na perlita expandida modificada. E por análise de IV observou-se um aumento na intensidade e um minucioso alargamento da banda de absorção referente à deformação axial da ligação O-H dos grupos silanóis da perlita (Si-OH). No estudo do tempo de equilíbrio, na faixa de tempo avaliada (5 a 230 min) não foi possível observar a existência de um tempo de equilíbrio, provavelmente atribuída ao tipo de interação entre o negro de eriocromo T e a perlita expandida modificada com ortofenantrolina, sendo uma interação de origem superficial. No estudo de efeito da concentração inicial do adsorbato, no caso 2,0x10-4 mol/L em pH natural (pH 5), obteve-se o maior valor de porcentagem de remoção da cor do negro de eriocromo T, com 63,74 % de remoção em 20 minutos de contato. Na avaliação do efeito da variação do pH da solução de negro de eriocromo T no processo de adsorção, concluiu-se que quanto mais ácido o meio, maior a porcentagem de remoção do corante, sendo resultado de uma interação ácido-base entre o adsorbato e o adsorvente. No estudo da remoção do negro de eriocromo T no efluente real empregou-se as condições otimizadas através do estudo com efluente sintético. A remoção do corante em pH 10, ou seja, pH natural do efluente não foi significante alcançando-se o valor máximo de porcentagem de remoção da cor de 8,12 %, já em pH 3 obteve-se remoção de cor máxima de 100,00 % da cor, mais uma vez indicando que o negro de eriocromo T interage melhor e eficazmente com o adsorvente em valores de pH ácido (pH 5 ou 3), e mais eficientemente em pH 3. Sendo assim pode-se citar que a perlita expandida (um aluminossilicato amorfo, naturalmente ácido) modificada com ortofenantrolina (uma base de Bronsted), consiste em um material exímio e eficaz na remoção de corantes do tipo ácido de soluções aquosas, nas condições expressas neste estudo, podendo ser aplicada como adsorvente deste corante também em um efluente real.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1558610 - ANA PAULA DE MELO ALVES GUEDES
Presidente - 1412709 - NEDJA SUELY FERNANDES
Externo à Instituição - PATRICIA MENDONCA PIMENTEL - UFERSA
Interno - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 29/05/2015 09:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao