Banca de QUALIFICAÇÃO: ANELIÉSE LUNGUINHO FIGUEIREDO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANELIÉSE LUNGUINHO FIGUEIREDO
DATA: 09/04/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Aula do Laboratório de Química I
TÍTULO:

SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DA ZEÓLITA HZSM-5 COM POROSIDADE HIERÁRQUICA AUSENTE DE DIRECIONADOR ORGÂNICO DE ESTRUTURA


PALAVRAS-CHAVES:

ZSM-5; nanocristalina; hierárquica; método induzido por sementes; silanização; ausente de direcionador orgânico.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
RESUMO:

As zeólitas são amplamente utilizadas pela indústria em processos de catálise, adsorção, separação e troca iônica. No entanto, a presença apenas de microporos limita a difusão de moléculas volumosas em seus canais, favorecendo a ocorrência de reações indesejáveis devido ao longo tempo de residência dos reagentes e produtos ao serem transportados ao longo dos microporos das zeólitas. Com o intuito de superar este problema, foi estudado neste trabalho métodos de síntese para a obtenção da zeólita ZSM-5 nanocristalina com porosidade hierárquica sintetizada na ausência de direcionador orgânico de estrutura. Primeiramente foi realizada a síntese através do método induzido por sementes, onde as amostras foram sintetizadas utilizando três tipos diferentes de sementes: a zeólita comercial, a semente não silanizada e a semente silanizada, a fim de direcionar na formação da estrutura MFI. Posteriormente, a zeólita ZSM-5 foi sintetizada pelo método hidrotérmico na ausência de direcionador orgânico e utilizando cada tipo de semente a 180°C por 27 horas. O segundo método empregado foi o processo de silanização, utilizando como agente silanizante o fenilaminopropiltrimetoxissilano (PHAPTMS), com a finalidade de diminuir ou impedir o crescimento dos cristais zeóliticos da ZSM-5, favorecendo a obtenção de cristais com menores dimensões. A síntese da ZSM-5 também foi realizada na ausência de direcionador orgânico a 180°C por 27 horas após a adição do PHAPTMS. Todas as amostras sintetizadas foram caracterizadas por diversas técnicas, dentre elas a Difração de Raios-X (DRX), Espectroscopia no Infravermelho com Transformada de Fourier (FTIR), adsorção-dessorção de Argônio (Ar), Microscopia Eletrônica (SEM e TEM) e dessorção a temperatura programada TPD-NH3. Notou-se que o uso de sementes proporciona uma maior área específica BET e provoca um aumento na área superficial externa, devido à diminuição do tamanho dos cristais e a formação de mesoporosidade. Da mesma forma para amostra funcionalizada com o agente silanizante (HZSM-5 (PHAPTMS)), que apresentou a mais, um duplo sistema de poros, o primeiro associado à microporosidade da zeólita ZSM-5 (0,5-2 nm) e o outro relacionado à mesoporos intercristalinos (2-6 nm), confirmando a obtenção da zeólita HZSM-5 hierárquica. Todas as amostras sintetizadas apresentaram aglomerados globulares formados por pequenas nanounidades (30-90 nm), com morfologia e tamanho dos cristais diferentes da zeólita HZSM-5 utilizada como referencia. Os testes catalíticos utilizando o craqueamento catalítico do polietileno de baixa densidade (PEBD) e o processo de pirólise do poli(etileno tereftalato) – PET provaram que a melhoria nas propriedades texturais das zeólitas sintetizadas é vantajoso em tais processos, apresentando um melhor desempenho quando comparado a amostra de referência e obtem produtos que podem ser utilizadas como matérias-primas na indústria petroquímica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149328 - VALTER JOSE FERNANDES JUNIOR
Interno - 1558610 - ANA PAULA DE MELO ALVES GUEDES
Interno - 350509 - ANTONIO SOUZA DE ARAUJO
Interno - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 06/04/2015 15:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao