PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: RENATO PEREIRA PINTO DANTAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATO PEREIRA PINTO DANTAS
DATA: 19/12/2014
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do Labcim
TÍTULO:

ESTUDO DA INCORPORAÇÃO DE RESÍDUOS DE PERFURAÇÃO PARA APLICAÇÃO EM CIMENTAÇÃO DE POÇOS DE PETRÓLEO.


PALAVRAS-CHAVES:

rejeitos sólidos; reutilização; meio ambiente; petróleo; cimentação; cascalho;


PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Físico-Química
ESPECIALIDADE: Química de Interfaces
RESUMO:

Durante a perfuração de poços de petróleo e gás natural, são gerados resíduos sólidos, líquidos e gasosos. Esses fragmentos são denominados cascalhos, que são carreados para a superfície através do fluido de perfuração, que além de carrear esse cascalho tem a função de resfriar a broca, manter a pressão interna do poço, dentre outras. Esse cascalho torna-se um resíduo sólido bastante poluente, pois tem incorporado além do fluido de perfuração, que possui vários aditivos químicos nocivos ao meio ambiente, alguns metais pesados também danosos, tais como chumbo. Com o intuito de tornar as atividades menos nociva ao meio ambiente as indústrias vêm desenvolvendo processos cada vez mais sustentáveis. Atualmente, estão sendo estudadas inúmeras técnicas para mitigar problemas gerados com resíduos de perfuração, tais como adição do cascalho na composição de tijolos solo-cimento para construção em alvenaria, adição do cascalho nas matrizes argilosas para a fabricação de tijolos maciços de alvenaria e blocos cerâmicos e coprocessamento do cascalho na fabricação do cimento. Desta forma, o presente trabalho tem como objetivo incorporar o cascalho oriundo da perfuração em pastas de cimento utilizadas durante as operações de cimentação de poços de petróleo. Esse emprego será realizado visando substituir o cimento na pasta de cimento, com isso o cascalho após moagem apresentou tamanho médio de partículas na ordem de 86 mm e estrutura cristalina contendo fases do tipo quartzo e calcita, característicos da formação Pendência. Foi formulada e preparada uma pasta de cimento, com densidade 13lb/gal, contendo diferentes concentrações de cascalho. Os testes de água livre apresentaram valores inferiores a 5,9% e o modelo reológico que melhor descreveu o comportamento das misturas foi o de potência. Os resultados de resistência à compressão (10,3 Mpa) e estabilidade (Dr< 0,5 lb/gal), apresentaram valores dentro do estabelecido por procedimentos operacionais. Assim sendo, o cascalho oriundo da perfuração pode ser utilizado como adição em pastas de cimento Portland para poços petrolíferos, como forma de reaproveitamento deste resíduo e redução do custo da pasta de cimento.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FABIOLA DIAS DA SILVA CURBELO - UFPB
Presidente - 1804366 - JULIO CEZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Interno - 1805556 - LUCIENE DA SILVA SANTOS
Externo à Instituição - RENATA MARTINS BRAGA - UFPB
Notícia cadastrada em: 16/12/2014 15:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao