Banca de DEFESA: LUANA MÁRCIA BEZERRA BATISTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUANA MÁRCIA BEZERRA BATISTA
DATA: 31/10/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Anfiteatro B do CCET
TÍTULO:

CARACTERÍSTICAS ESTRUTURAIS E FOTOCATALÍTICAS DO COMPÓSITO OXIHIDRÓXIDO DE NIÓBIO/VERMICULITA.


PALAVRAS-CHAVES:

Vermiculita; oxihidróxido de nióbio; adsorção/oxidação; oxidação fotocatalítica.


PÁGINAS: 102
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
ESPECIALIDADE: Físico Química Inorgânica
RESUMO:

A preparação de materiais nanoestruturados usando argilas naturais como suporte, vem sendo estudada na literatura, em virtude das mesmas serem encontradas na natureza e, como consequência, apresentarem um baixo preço. Geralmente as argilas servem como suportes para óxidos metálicos aumentando a quantidade de sítios ativos presentes na sua superfície, e assim, podem ser aplicadas para os mais variados fins como adsorção, catálise e fotocatálise. Uns dos materiais que atualmente estam em destaque são os compostos de nióbio, em especial os óxidos, por suas características como elevada acidez, rigidez, insolubilidade em água, propriedades oxidativas e fotocatalíticas, e pelo nióbio ser um dos metais mais abundantes do Brasil. Neste cenário, o trabalho teve como objetivo unir esses dois materiais preparando um material compósito oxihidróxido de nióbio (NbO2OH)/argila vermiculita sódica e avaliar sua eficácia com relação à argila natural (V0) e ao NbO2OH. O compósito foi preparado através do método de precipitação-deposição, e em seguida caracterizado por DRX, IV, EDS, TG/DTG, MEV, adsorção/dessorção de N2 e investigação da distribuição de carga. A aplicação do material NbO2OH/V0 foi dividida em duas etapas: a primeira através dos métodos de adsorção e oxidação e a segunda por meio da oxidação fotocatalítica usando a irradiação solar. Os estudos de adsorção, oxidação e oxidação fotocatalítica foram monitorados com relação a porcentagem de remoção da cor do corante azul de metileno (AM) através da espectroscopia de UV-Vis. Os resultados de DRX evidenciaram uma diminuição da reflexão d(001) argila após modificação; o IV indicou a presença tanto da argila quanto do oxihidróxido de nióbio ao apresentar as bandas em 1003 cm-1 referente ao estiramento Si-O e as bandas 800 cm-1 ao estiramento Nb-O. A presença do nióbio foi confirmada também por EDS que indicou quantidade 17 % em massa do metal. A análise térmica constatou a estabilidade térmica do compósito em 217 ºC e as micrografias mostraram que houve diminuição no tamanho das partículas e parcial delaminação da argila confirmando os resultados do DRX. A investigação da carga superficial do NbO2OH/V0 constatou que o material apresenta uma superfície heterogênea com cargas negativas baixa, média e elevada. O teste de adsorção mostrou que o compósito NbO2OH/V0 apresentou maior capacidade adsortiva conseguindo remover 56 % da cor do AM, enquanto o material V0 removeu apenas 13 % e o NbO2OH não apresentou capacidade adsortiva em virtude da formação de agregados-H. A porcentagem de remoção da cor do corante para os testes de oxidação apresentou pouca diferença com relação a adsorção, sendo 18 e 66 % de remoção da cor do corante para V0 e NbO2OH/V0, respectivamente. O material NbO2OH/V0 apresentou excelente atividade fotocatalítica conseguindo remover em apenas 180 minutos 95,5 % da cor do AM comparado a 41,4 % da V0 e 82,2 % do NbO2OH, comprovando a formação de um novo compósito com propriedades distintas dos seus precursores.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1558610 - ANA PAULA DE MELO ALVES GUEDES
Interno - 350509 - ANTONIO SOUZA DE ARAUJO
Externo à Instituição - FRANCISCO LAERTE DE CASTRO - CTGás
Externo à Instituição - RENNIO FELIX DE SENA - UFPB
Interno - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 21/10/2014 15:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa19-producao.info.ufrn.br.sigaa19-producao