Banca de DEFESA: SÉRGIO RUSCHI BERGAMACHI SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SÉRGIO RUSCHI BERGAMACHI SILVA
DATA: 08/08/2014
HORA: 13:00
LOCAL: Sala de aula 3F1
TÍTULO:

ESTUDO TEÓRICO DE INTERMEDIÁRIOS TETRAÉDRICOS, ACIDEZ/BASICIDADE E ESTEREOSSELETIVIDADE ENZIMÁTICA


PALAVRAS-CHAVES:

intermediários tetraédricos; reações enzimáticas; ácidos/bases conjugadas


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Físico-Química
ESPECIALIDADE: Química Teórica
RESUMO:

O presente trabalho tem como objetivo o estudo, a nível teórico, em três áreas da química: inorgânica, orgânica e bioquímica. A estabilidade de intermediários tetraédricos formados a partir de reações de adição e substituição à carbonila foi investigada utilizando a teoria perturbativa Møller-Plesset de segunda (MP2) e terceira ordem (MP3). Correlações lineares entre a diferença de energia eletrônica de reações com índices de Wiberg e comprimentos de ligações C-O foram obtidas. A estabilidade dos adutos formados depende diretamente da densidade eletrônica envolvida entre esses átomos. O entendimento dos parâmetros eletrônicos dessas estruturas possui grande importância devido ao grande uso de reações que em seu curso formam esse intermediário tetraédrico. A estereosseletividade de uma reação da enzima CAL B com um éster de cadeia longa também foi analisada. Essa enzima é amplamente usada na indústria como catalisador na produção de biodiesel. Empregando a metodologia ONIOM (B3LYP:AMBER), foram obtidos os estado inicial e intermediário da etapa lenta da reação da transesterificação a partir das duas possíveis faces proquirais si e re. O objetivo foi estudar a enantiosseletividade da CAL B e racionalizá-la a partir da teoria quântica de átomos em moléculas. Esse é um estudo prévio quando são feitas modificações específicas na enzima ou ligante. Em uma terceira parte, foram feitos cálculos teóricos utilizando o método ab initio CBS-QB3 para encontrar uma relação entre termodinâmica e equilíbrio envolvendo ácidos e bases. Encontramos uma excelente relação entre a variação da energia livre de Gibbs, ΔG, de dissociação de ácidos com o ΔG da reação de hidrólise da base conjugada correspondente. Também encontramos uma relação entre o ΔG da reação de hidrólise de ácidos conjugados e seus correspondentes raios atômicos mostrando que a estabilidade desempenha um papel importante nas reações de hidrólise. Mostramos também a importância da solvatação no comportamento ácido/base quando comparado a ΔGs teóricos e experimentais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1714867 - CAIO LIMA FIRME
Externo ao Programa - 1959889 - DAVI SERRADELLA VIEIRA
Interno - 373.201.654-49 - MARIA APARECIDA MEDEIROS MACIEL - null
Externo à Instituição - ZILVAM MELO DOS SANTOS - UFERSA
Notícia cadastrada em: 28/07/2014 16:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao