Banca de DEFESA: DANIEL FREITAS FREIRE MARTINS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIEL FREITAS FREIRE MARTINS
DATA: 24/02/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do NUPPRAR
TÍTULO:

 Estudo integrado do potencial fitorremediador da Eichhornia crassipes em ambientes naturais e sua utilização para obtenção de extratos protéicos.


PALAVRAS-CHAVES:

Extrato protéico. Eichhornia crassipes. Agente fitorremediador. Rio Apodi/Mossoró.


PÁGINAS: 120168
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Analítica
ESPECIALIDADE: Análise de Traços e Química Ambiental
RESUMO:

Este trabalho teve como objetivo analisar o potencial fitorremediador da Eichhornia crassipes em ambientes naturais, otimizar o processo de extração da proteína bruta do tecido vegetal e obter e caracterizar a mesma com o intuito de determinar sua viabilidade de uso em substituição as fontes proteicas de rações animais e/ou humana. Para isso, determinou-se na água do Rio Apodi/Mossoró a concentração de íons amônio, nitrito, nitrato, cálcio, magnésio, potássio, ferro, cobre, manganês, zinco, níquel, cobalto, sódio, alumínio, cádmio, chumbo e cromo total; Determinou-se no tecido vegetal das macrófitas aquáticas da espécie Eichhornia crassipes presentes no Rio Apodi/Mossoró o teor de umidade, cinzas, cálcio, magnésio, potássio, ferro, cobre, manganês, zinco, níquel, cobalto, sódio, alumínio, cádmio, chumbo, cromo total, nitrogênio total e proteína bruta; Determinou-se também o fator de translocação e bioacumulação de todos os elementos quantificados; Desenvolveu-se e otimizou-se o procedimento de extração da proteína bruta utilizando como base o método isoelétrico e um planejamento fatorial 24 com repetição; Extraiu-se e caracterizou-se o extrato obtido através da determinação do teor de umidade, cinzas, magnésio, potássio, ferro, cobre, manganês, zinco, níquel, cobalto, sódio, cádmio, nitrogênio total e proteína bruta. E, por fim, caracterizou-se também o extrato proteico utilizando Análise Termogravimétrica (TG/DTG), Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC), Espectroscopia de Infravermelho (FT-IR) e Eletroforese em gel de poliacrilamida (SDS-PAGE) para avaliar as suas massas molares. Desta forma, de acordo com os resultados obtidos para os fatores de translocação e bioacumulação constata-se que a macrófita pode ser utilizada como agente fitorremediador em ambientes naturais de todos os elementos quantificados. Constatou-se ainda que método desenvolvido de extração e precipitação de proteínas foi satisfatório para o objetivo do trabalho, onde obteve-se as melhores condições de extração e precipitação das proteínas como sendo: pH de extração igual a 13,0; temperatura de extração igual a 60°C; tempo de reação igual a 30 minutos; e pH de precipitação igual a 4,0. Quanto ao extrato obtido, os teores de nitrogênio total e proteína bruta quantificados foram superiores aos encontrados na planta, chegando a aumentar o teor de proteína bruta cerca de 216,88% em relação ao teor quantificado no tecido vegetal da macrófita. Os teores de níquel e o cádmio foram os únicos que se apresentaram abaixo do limite de detecção do equipamento utilizado. A análise eletroforética permitiu observar que o extrato proteico obtido é constituído de cadeias polipeptídicas de baixo pelo molecular e fitoquelatinas, com bandas de 6 e 15 kDa. As análise de TG/DTG, DSC e FT-IR permitiram constatar semelhanças existentes no conteúdo proteico dos extratos obtidos a partir de diferentes pontos de coleta e partes da planta em estudo, bem como da proteína de soja comercial e da caseína. Por fim, com base em todas essas constatações, conclui-se que o extrato obtido no presente trabalho pode ser utilizado em substituição às fontes proteicas de rações animais devendo, antes disso, ser testado a sua digestibilidade. Quanto a suplementação humana, é preciso a realização de mais testes associados a otimização do processo no sentido de remoção componentes indesejáveis e constante monitoramento do corpo aquático e da matéria-prima utilizada.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 008.363.534-39 - KLECIA MORAIS DOS SANTOS - CAPES
Externo à Instituição - LUIZ DI SOUZA - UERN
Presidente - 7350310 - MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA
Interno - 1412709 - NEDJA SUELY FERNANDES
Externo à Instituição - RAFAEL OLIVEIRA BATISTA - UFERSA
Externo à Instituição - SUELY SOUZA LEAL DE CASTRO - UERN
Notícia cadastrada em: 11/02/2014 15:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao