PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSE ALBERTO BATISTA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE ALBERTO BATISTA DA SILVA
DATA: 07/01/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do NUPPRAR-2º Andar
TÍTULO:

Avaliação da Adsorção de CO2 em Misturas Industriais Utilizando Adsorventes Sintetizados de Fonte Alternativa de Sílica.


PALAVRAS-CHAVES:

Adsorção; CO2; Sílica, Adsorventes, MCM-41.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
ESPECIALIDADE: Não-Metais e Seus Compostos
RESUMO:

É crescente a preocupação com a emissão de gases de efeito estufa, principalmente o dióxido de carbono. A minimização da emissão de CO2, contribuindo para diminuição do efeito estufa e outros fenômenos climáticos, podem ser obtidos por separação do CO2, dos demais gases industriais, usando tecnologia economicamente viável. Diante deste cenário, buscamos realizar neste trabalho, sínteses de materiais mesoporosos denominados MCM-41 a partir de sílica proveniente de fonte abundante e de baixo custo, através de processo de obtenção otimizado, desenvolvido a partir de estudos das características físico-químicas de uma matéria-prima denominada MP1, a qual foi utilizada para se obter MCM41 com características similares às apresentadas na literatura especializada. A sílica obtida por este processo foi caracterizada através das analises de EDX, infravermelho, termogravimetria, DRX, BET.  A sílica obtida de MP1 apresentou porcentagem de SiO2 de 96%, espectros de infravermelho com bandas em 3400,1200, e 920 cm-1, característicos. A análise termogravimétrica apresentou eventos de perda de massa semelhantes a compostos contendo sílica. No DRX foi verificado banda difusa em 2q igual a 22,5°, comum da sílica amorfa, além de ter sido realizados teste de adsorção de CO2, onde verificou-se suas propriedades adsortivas frente a este gás. Após ser caracterizada, a sílica foi utilizada na síntese de materiais mesoporosos, MCM-41 e MgMCM41, que foram comparadas com outras amostras sintetizadas com sílicas comerciais, nas mesmas condições reacionais. Estas amostras foram caracterizadas através de DRX, Espectroscopia de Infravermelho - FTIR, análises termogravimétricas TG/DTG, BET, MEV e aplicadas em processos de adsorção de CO2 monocomponente. Os resultados obtidos foram concordantes com os encontrados na literatura para estes materiais mesoporosos, apresentando boa capacidade de adsorção de CO2, A sílica MP1, produzida neste trabalho, apresenta grande potencial para utilização comercial, além de ser obtida por metodologia que reduz o custo de produção, com um baixo consumo de energia. A MCM41 e MgMCM41 produzidas da sílica MP1 apresentaram ótima capacidade de adsorção de CO2.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1805556 - LUCIENE DA SILVA SANTOS
Interno - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Externo à Instituição - JOANA MARIA DE FARIAS BARROS - UFCG
Notícia cadastrada em: 07/01/2014 13:56
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao