PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: VINÍCIUS PATRÍCIO DA SILVA CALDEIRA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VINÍCIUS PATRÍCIO DA SILVA CALDEIRA
DATA: 29/11/2013
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

Síntese e caracterização de zeólita beta hierarquizada e materiais híbridos micro-mesoporosos aplicados no craqueamento de PEAD.



PALAVRAS-CHAVES:

Zeólita BEA; Zeólita Hierarquizada; Híbrido Micro-Mesoporoso; Craqueamento.


PÁGINAS: 139
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Físico-Química
ESPECIALIDADE: Cinética Química e Catálise
RESUMO:

Um catalisador de grande interesse na comunidade científica tenta unir a estrutura de diâmetro de poros ordenados dos materiais mesoporosos e as propriedades de estabilidade e atividade ácida similares às zeólitas microporosas. Assim um grande número de materiais foi desenvolvido nas décadas passadas, o qual embora sendo intrinsecamente relatadas como zeólitas, deixam de cumprir com algumas características pertinentes às zeólitas, e recentemente foram nomeados de materiais zeolíticos de elevada acessibilidade. Dentre as diversas estratégias de síntese empregadas, o presente trabalho de pesquisa abordou os métodos de síntese da cristalização de unidades protozeolíticas silanizadas e o método de unidades protozeolíticas moldadas ao redor de micelas de surfactantes, para obter materiais definidos como zeólitas hierarquizadas e materiais híbridos micro-mesoporoso, respectivamente. Como meta foram desenvolvidos catalisadores híbridos BEA/MCM-41 com estrutura porosa bimodal formada por núcleos da zeólita Beta e surfactante catiônico cetiltrimetilamônio. Como também, a síntese da zeólita Beta hierarquizada que possui uma porosidade secundária, em adição aos típicos e uniformes microporos zeolíticos. Ambos os catalisadores foram aplicados em reações de craqueamento catalítico de polietileno de alta densidade, para avaliação de suas propriedades na atividade catalítica, visando a reciclagem de plásticos residuais para obtenção de matérias-primas de elevado valor agregado e combustíveis. Os materiais híbridos BEA/MCM-41 com 0 dias de pré-cristalização não demonstraram propriedades suficientes para aplicação em reações de craqueamento catalítico, porém evidenciaram propriedades catalíticas superiores comparados aos materiais mesoporosos ordenados do tipo Al-MCM-41. E como resultado relevante a zeólita Beta hierarquizada demonstrou elevado valor de conversão a hidrocarbonetos na faixa da gasolina, frente à produção de gases leves da zeólita Beta convencional que é utilizada na indústria petroquímica.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANTONIO OSIMAR SOUSA DA SILVA - UFAL
Presidente - 350509 - ANTONIO SOUZA DE ARAUJO
Externo ao Programa - 2302898 - ELEDIR VITOR SOBRINHO
Externo à Instituição - JOSÉ GERALDO DE ANDRADE PACHECO FILHO - UFPE
Interno - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 08/11/2013 10:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa19-producao.info.ufrn.br.sigaa19-producao