PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCIEL AURELIANO BEZERRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCIEL AURELIANO BEZERRA
DATA: 14/11/2013
HORA: 10:00
LOCAL: NUP-ER/UFRN
TÍTULO:

Estudo comparativo entre a pirólise de polietileno de baixa densidade, utilizando vermiculita modificada e SBA-15


PALAVRAS-CHAVES:

Vermiculita. Pirólise. PEBD. SBA-15.


PÁGINAS: 98
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
ESPECIALIDADE: Físico Química Inorgânica
RESUMO:

Foi realizada a lixiviação ácida da argila vermiculita, oriunda de Santa Luzia-PB, com ácido nítrico (2, 3 e 4 M) e posterior calcinação dos materiais obtidos. Para analisar as modificações realizadas, foram utilizadas as técnicas de DRX, FT-IR, EDS, TG, fisissorção de nitrogênio e TPD de n-butilamina. Com os resultados obtidos constatou-se que a lixiviação ácida foi eficiente na melhoria de algumas propriedades da argila – área superficial e acidez –, porém o controle da concentração ácida empregada é de vital importância, pois o material resultante do uso da maior concentração ácida teve uma destruição parcial de sua estrutura, que acarretou em um decréscimo das suas propriedades. Para análise da atividade catalítica das argilas modificadas, fez-se um estudo comparativo com o material mesoporoso SBA-15, obtido por método hidrotérmico, com propriedades concordantes com a literatura; os materiais foram empregados na pirólise de polietileno de baixa densidade. Através dos resultados, concluiu-se que a acidez tem papel fundamental na conversão do polímero, em moléculas menores; o material (V3/400) foi o mais seletivo para o monômero de origem (eteno), com mais que o dobro em relação ao processo não catalítico, devido ao maior número de quebras na cadeia polimérica, consequência da maior acidez; enquanto os materiais com menor acidez (V0/400 e V2/400) resultaram em maior conversão do polímero para hidrocarbonetos líquidos, da faixa da gasolina e do diesel (41,96 e 41,23%, respectivamente), devido ao menor número de quebras e a ocorrência de reações secundárias de condensação; enquanto os materiais V4/400 e SBA-15/550 obtiveram os menores percentuais de conversão de hidrocarbonetos leves, sendo a destruição parcial da estrutura e menor acidez em relação aos outros materiais, respectivamente, responsáveis pela ineficiência dos materiais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1558610 - ANA PAULA DE MELO ALVES GUEDES
Interno - 350509 - ANTONIO SOUZA DE ARAUJO
Externo à Instituição - EDJANE FABIULA BURITI DA SILVA - Estácio
Interno - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 08/11/2013 08:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao