Banca de QUALIFICAÇÃO: JULIANA ELIONARA BEZERRA COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULIANA ELIONARA BEZERRA COSTA
DATA: 01/08/2013
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do NUPPRAR
TÍTULO:

Análise comparativa entre as propriedades do gesso obtido através de rejeito produzido em salinas e gessos comerciais produzidos no Nordeste.


PALAVRAS-CHAVES:

 Aproveitamento de resíduos, indústria salineira, gipsita, gesso de construção civil


PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:
Os impactos ambientais ocasionados pela geração de resíduos sólidos é uma preocupação bastante citada na atualidade. Alguns resíduos, provenientes das mais variadas atividades humanas podem ser totalmente reaproveitados, diminuindo o efeito desses impactos, geralmente ocasionado pela má disposição, no meio ambiente. Durante o processo de produção do sal, os primeiros cristais formados são descartados como resíduo industrial. Este resíduo é constituído basicamente por gipsita, um sulfato de cálcio di-hidratado (CaSO4.2H2O). A gipsita em questão pode passar por um processo de calcinação para a produção do gesso (CaSO4.0,5H2O) e aplicação na indústria cimenteira. Considerando a necessidade de desenvolvimento e aplicação para estes resíduos industriais, o presente trabalho tem o objetivo de analisar o gesso obtido a partir da gipsita gerada durante o processo de produção do sal, denominado Salgesso, e sua viabilidade de utilização na indústria da construção civil, trazendo benefícios ambientais, e econômicos. Para caracterização, foram realizados os experimentos de: Fluorescência de raios X (FRX), Difração de raios X (DRX), Análises térmicas (TG/DTG) e Microscopia eletrônica de varredura (MEV) com EDS. Foram realizados também ensaios para a obtenção de características físicas de mecânicas: Módulo de finura, Massa unitária, tempo de pega e resistência à compressão. Três gessos comerciais, utilizados na construção civil, foram utilizados como material de referência. Todos os ensaios foram realizados seguindo a normatização vigente. Foi observado, que apesar de alguns ensaios apresentarem divergência de resultados entre o gesso salino e os gessos comerciais, em todas as propriedades estudadas, o salgesso tem valores dentro dos limites impostos pela norma, mas podendo ser melhoradas simplesmente com um processo de calcinação mais eficaz.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 347420 - MARCUS ANTONIO DE FREITAS MELO
Interno - 1802888 - FABIANA VILLELA DA MOTTA
Externo ao Programa - 1804366 - JULIO CEZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Notícia cadastrada em: 01/08/2013 08:18
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao