Banca de DEFESA: PAULO WALDEMIRO SOARES CUNHA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PAULO WALDEMIRO SOARES CUNHA
DATA: 06/01/2013
HORA: 10:00
LOCAL: sala de aulas PPGCEM
TÍTULO:
ESTUDO SOBRE AS POTENCIALIDADES DE COMPÓSITOS À BASE DE GESSO E
FIBRAS DE COCO SECO PARA APLICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

PALAVRAS-CHAVES:
gesso; fibra de coco seco; compósito; propriedades
físico-mecânicas, térmicas e acústicas.

PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:
A utilização do gesso, um dos mais antigos materiais de construção, pela
indústria da construção civil no País, vem experimentando um sensível e
constante crescimento, em função do seu baixo custo e de algumas de suas
propriedades que lhe conferem vantagem comparativa em relação a outros
materiais ligantes. Sua utilização compreende diversas aplicações entre as
quais o revestimento de paredes e a confecção de vedações internas e de
forros. Por outro lado, as fibras vêm sendo, cada vez mais, incorporadas
em matrizes frágeis, na tentativa de melhorar as propriedades do
compósito, através da redução do número de fissuras, da abertura das
mesmas e da sua velocidade de propagação. Dependendo da função do material ou do componente da construção, os desempenhos térmico e acústico, assumem grande importância no contexto das edificações e poderiam ser melhorados.
Dentre as fibras vegetais, a fibra de coco seco apresenta um grande
potencial, superior às vantagens comparativas das demais fibras, tal como
uma maior resistência frente à alcalinidade característica das matrizes
cimentícias. Realizar um estudo comparativo das propriedades
físico-mecânicas, térmicas e acústicas de compósitos à base de gesso com
incorporação de fibra de coco seco, sob a forma de manta, constituiu-se no
objetivo geral deste trabalho. Para tanto os matérias compósitos foram
confeccionados em forma de placas, painéis sanduiches, com dimensões de
500x500x24mm, sendo as camadas externas constituídas pelo gesso e a
central, recheio, pela manta de fibra de coco seco. Para avaliar a
influência do teor de fibras nas propriedades dos compósitos foram
utilizadas na confecção dos mesmos mantas com espessuras de 8,00 e 10,00
mm. Para possibilitar o estudo comparativo das propriedades foram também
confeccionadas placas apenas com material gesso. Foram então determinadas
as propriedades físico-mecânicas, térmicas e acústicas do gesso e dos
compósitos. Os resultados indicaram que para os compósitos ocorreram
ganhos significativos em relação aos desempenhos térmico e também
acústico, na faixa de frequência de 102,28 Hz a 1.150,00 Hz, ganhos esses
crescentes com a espessura da manta. Em relação às demais propriedades
físico-mecânicas, os resultados mostraram que embora à resistência à
compressão tenha sido inferior para os compósitos, as fibras apenas
evitaram um rompimento brusco, uma vez que as mesmas não atuam como
reforço para esse tipo de solicitação. O mesmo comportamento ocorreu em
relação à resistência à flexão, uma vez que os compósitos não sofreram
ruptura brusca e ainda continuaram suportando carga depois do ponto de
carga máxima.

MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ELCIO CORREIA DE SOUZA TAVARES - UnP
Externo ao Programa - 6346998 - RASIAH LADCHUMANANANDASIVAM
Externo à Instituição - ROBERTO SILVA DE SOUZA - IFRN
Presidente - 345842 - UILAME UMBELINO GOMES
Notícia cadastrada em: 26/12/2012 09:34
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao