Banca de DEFESA: ELANIA MARIA FERNANDES SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELANIA MARIA FERNANDES SILVA
DATA: 24/01/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do NUPPRAR
TÍTULO:

Materiais Estruturados à base de Níquel, Cobalto, Cobre e Manganês para combustão por Ciclos Químicos (CLC)


PALAVRAS-CHAVES:

síntese; perovsquitas; CLC.


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:

Óxidos de metais de transição, dentre eles, níquel, cobre e manganês vem sendo estudados para aplicação como transportadores de oxigênio em processos de combustão por ciclos químicos. Os óxidos com estrutura tipo perovsquita são amplamente aplicados em reações de reforma por possuírem propriedades catalíticas, estabilidade térmica e química. Devido a estas propriedades são materiais promissores como transportadores de oxigênio em processos de combustão por ciclos químicos. Neste trabalho, óxidos tipo perovsquita ABO3 e A2BO4 foram sintetizados pelo método de combustão assistida por micro-ondas. Os materiais foram tratados termicamente a 300 ºC por 2h e calcinados a 900 ºC por 2h. Após a calcinação todos os óxidos preparados foram impregnados com 20% de níquel e calcinados novamente a 500°C. As amostras foram caracterizadas pelas seguintes técnicas: difração de raios X (DRX); área superficial específica pelo método de BET; redução à temperatura programada (RTP); fluorescência de raios X (FRX) e microscopia eletrônica de varredura (MEV) com análise de composição química (EDS). Reações por ciclos químicos foram realizadas com o objetivo de simular o processo CLC para avaliação dos transportadores. O sistema de análise consiste no acoplamento do equipamento Autochem II da Micromeritics com um Espectrômetro de massas HPR20 da Hiden. A programação de pulsos dos reagentes foi preparada no sistema Autochem II e os gases de saída foram analisados pelo Espectrômetro de Massas. De acordo com os difratogramas de raios X, fases secundárias de óxidos de níquel foram formadas após a impregnação do níquel nos pós. As imagens de MEV mostraram que a metodologia de impregnação resultou numa dispersão homogênea das partículas de óxido de níquel na superfície das perovsquitas. Os resultados das reações de ciclos químicos evidenciaram maior eficiência dos transportadores com níquel impregnado em sua superfície.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Externo ao Programa - 2302898 - ELEDIR VITOR SOBRINHO
Externo à Instituição - JUAN ALBERTO CHAVEZ RUIZ - CTGás
Notícia cadastrada em: 06/12/2012 13:22
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao