Banca de DEFESA: JOTA CARLOS LUZ

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOTA CARLOS LUZ
DATA: 30/08/2012
HORA: 10:00
LOCAL: sala de aulas - PPGCEM
TÍTULO:

O efeito da tecnologia de microondas nas propriedades tecnológicas dos componentes de cerâmica estrutural.


PALAVRAS-CHAVES:

microondas, sinterização, cerâmicas estrutural.


PÁGINAS: 102
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
SUBÁREA: Materiais Não-Metálicos
ESPECIALIDADE: Cerâmicos
RESUMO:

O processamento térmico de materiais cerâmicos via energia de micro-ondas,no estágio atual, vem ganhando a cada dia mais importância, tendo em vista suas inúmeras aplicações, como por exemplo: existem diversas possibilidades de aplicação de microondas na área de processamento mineral e entre elas, pode-se destacar o aquecimento de minérios antes da moagem, secagem, redução carbotérmica de óxidos minerais, lixiviação, fusão, pré-tratamento de minérios e concentrados de ouro refratário, regeneração de carvão, etc. (Kigman & Rowson, 1998). Em virtude de uma série de vantagens em potenciais, frente aos métodos convencionais de aquecimento.  Neste contexto, o objetivo geral deste estudo é desenvolver uma pesquisa visando identificar e caracterizar novas opções de matérias-primas cerâmicas como argilas, feldspatos e caulins que sejam eficazes para definir a formulação de uma ou mais massas para produção de componentes de cerâmica estrutural com propriedades físicas, mecânicas e estéticas adequadas. Além dos requisitos técnicos e de processo, as formulações apresentadas deverão atender as expectativas de preço e de logística de fornecimento. No estudo foram conformados corpos-de-prova por extrusão e prensagem,  sinterizados  em fornos micro-ondas e convencional, sob ciclos de queima mais rápidos que os atualmente praticados. As matérias-primas foram caracterizadas e analisadas, utilizando as técnicas de  fluorescência por raios X (FRX), difração por raios X (DRX), análise térmica diferencial (DTA), análise térmica gravimétrica (DTG), análise granulométrica (AG), microscopia eletrônica de varredura (MEV), absorção d’agua (AA), massa especifica aparente (MEA), porosidade aparente (PA), retração linear (RL) e tensão de ruptura e flexão (TRF). Os resultados obtidos indicaram que as propriedades dos componentes cerâmicos sinterizados pelo processo térmico em forno micro-ondas e convencional, em relação a AA%, PA%, MEA (g/cm3) e TRF (MPa), obtidas nas formulações: F1, F4, F5 e F6 estão rigorosamente dentro dos parâmetros exigido pelas normas da ABNT NBR 15.270/05 e 15.310/09, porém, é inegável que os componentes sinterizados no micro-ondas obtiveram melhores propriedades.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1300987 - CARLOS ALBERTO PASKOCIMAS
Interno - 347420 - MARCUS ANTONIO DE FREITAS MELO
Externo à Instituição - JOSE NILDO GALDINO - CTGás
Externo à Instituição - WAGNER LOPES TORQUATO - IFRN
Notícia cadastrada em: 25/08/2012 17:23
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao