Banca de DEFESA: VILSON RIBAMAR REGO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: VILSON RIBAMAR REGO

DATA: 20/09/2010

HORA: 09:00

LOCAL: A confirmar

TÍTULO:

Estudo do efeito da adição do pó de aciaria no processamento e propriedades finais de telhas cerâmicas


PALAVRAS-CHAVES:

Argila, pó de aciaria, cerâmica estrutural, propriedades tecnológicas, Telhas


PÁGINAS: 100

GRANDE ÁREA: Engenharias

ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica

RESUMO:

Esta pesquisa apresenta um panorama da adição do pó de aciaria na massa cerâmica a ser utilizada nas indústrias de cerâmica vermelha, visando contribuir com o aproveitamento desses rejeitos. Dessa forma, foi feito um estudo de sua adição à massa cerâmica para produção de telhas. O panorama da indústria cerâmica no estado do Piauí é bastante promissor. Diferente de outros setores produtivos, o setor cerâmico utiliza, basicamente, matérias-primas naturais. O seu produto final é, em suma, o resultado da transformação de compostos argilominerais. Essas matérias-primas são compostas, basicamente, de óxidos de alumínio, silício, ferro, sódio, magnésio, cálcio, dentre outros. Verificou-se que o pó de aciaria é composto principalmente por esses mesmos óxidos, de forma que sua incorporação à massa de c erâmica estrutural é uma ideia absolutamente razoável. O objetivo geral desta pesquisa é estudar o efeito da adição do pó da aciaria em telhas, com o intuito de aproveitar os resíduos das indústrias de aço, sem alteração das características e propriedades do produto final, vindo também contribuir com o meio ambiente. Para isso, foram caracterizadas as matérias-primas argila e aciaria por AG, FRX, DRX, TGA e DTA. Também foram conformados por extrusão e queimados nas temperaturas de 800°C, 850°C, 900°C e 950°C corpos-de-prova com 0%, 5%, 10%, 15%, 20% e 25% de teor de aciaria, em seguida, realizados ensaios tecnológicos de retração linear, absorção de água, porosidade aparente, massa específica aparente e resistência mecânica à flexão. Os resultados mostraram a possibilidade de se utilizar a aciaria na massa cerâmica para telhas até o teor de 15%, sendo que a adição do pó de aciaria até ess a dosagem melhorou as propriedades tecnológicas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1298936 - ANTONIO EDUARDO MARTINELLI
Externo à Instituição - LUIZ RENATO DE ARAÚJO PONTES - UFPB
Interno - 347420 - MARCUS ANTONIO DE FREITAS MELO
Interno - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Notícia cadastrada em: 09/09/2010 08:45
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa17-producao.info.ufrn.br.sigaa17-producao