Banca de DEFESA: ANDREY JOSÉ MORAES DE LIMA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANDREY JOSÉ MORAES DE LIMA
DATA : 21/06/2021
HORA: 08:00
LOCAL: https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/rubens-18
TÍTULO:

Cobaltitas de cálcio dopadas com Fe como eletrocatalisadores para a reação de evolução de oxigênio



PALAVRAS-CHAVES:

Cobaltita de cálcio, reação de evolução de oxigênio, espectroscopia Mössbauer, caracterização eletroquímica.


PÁGINAS: 95
RESUMO:

A eletrólise de soluções alcalinas é uma das estratégias mais utilizadas para a produção de hidrogênio (H2). Este processo se distingue por quebrar a molécula de água (separação da água) por meio de duas semi-reações: Reação de Evolução de Hidrogênio (HER, reação catódica) e Reação de Evolução de Oxigênio (OER, reação anódica). A OER é fundamental para diversas tecnologias eletroquímicas relacionadas à geração e armazenamento de energia. Novas pesquisas para o desenvolvimento de eletrocatalisadores de baixo custo com uma boa atividade eletroquímica utilizando elementos mais abundantes na terra têm se intensificado nos últimos anos. O presente trabalho tem como objetivo estudar o efeito da dopagem com Fe sobre a OER de cobaltitas de cálcio, Ca3Co4-xFexO9 (x = 0, 0,1, 0,4 e 0,8). Os pós foram obtidos pelo método de sol-gel proteico usando gelatina com calcinação a 900 ° C por 2 h. As amostras resultantes foram caracterizadas por difração de raios X (DRX) e microscópio eletrônico de varredura por emissão de campo (FESEM). A espectroscopia de fotoelétrons de raios-X (XPS) forneceu informações sobre os estados químicos da superfície, enquanto a espectroscopia Mössbauer indicou que o Fe tem uma forte preferência por sítios octaédricos na camada de CoO2 em vez da camada de Ca2CoO3 na estrutura do tipo desajustado de cobaltita de cálcio. Voltametria de varredura linear (LSV), voltametria cíclica (CV) e espectroscopia de impedância eletroquímica (EIS) foram utilizadas para analisar o desempenho eletroquímico. Os resultados indicam que Ca3Co3.2Fe0.8O9 precisa do menor sobrepotencial de 320 mV para gerar uma densidade de corrente de 10 mA cm-2.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Externo ao Programa - 1674707 - MARCO ANTONIO MORALES TORRES
Externo à Instituição - DANIEL ARAÚJO DE MACEDO - UFPB
Externo à Instituição - RODOLFO BEZERRA DA SILVA - UFRN
Externo à Instituição - THIAGO ARAUJO SIMÕES - UFRB
Notícia cadastrada em: 07/06/2021 17:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao