Banca de DEFESA: RICARDO EUGENIO BARBOSA RAMOS FILHO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RICARDO EUGENIO BARBOSA RAMOS FILHO
DATA : 15/01/2021
HORA: 09:00
LOCAL: GOOGLE MEET: https://meet.google.com/csi-ovzs-jcf
TÍTULO:

Estudo da combinação de resíduo de scheelita, pó de pedra e manipueira com aglomerantes para produção de tijolos ecológicos


PALAVRAS-CHAVES:

Tijolo ecológico; Resíduo de scheelita; Pó de pedra; Manipueira; Sustentabilidade.


PÁGINAS: 158
RESUMO:

Uma das maiores consumidoras de recursos naturais do planeta é a indústria da construção civil, podendo diminuir esse consumo elevado a partir do reaproveitamento de resíduos vindos do extrativismo mineral e vegetal, que são gerados em grandes volumes, causando impactos ambientais e sociais em suas regiões de extração. Diversas pesquisas têm sido realizadas com a utilização de resíduos em materiais de construção, podendo-se destacar o tijolo solo-cimento, também chamado de tijolo ecológico por não ser necessário tratamento térmico para sinterização dos argilominerais. Realizando-se uma pesquisa sistemática, foi verificado, em materiais de construção, a utilização de vários resíduos sólidos incorporados ao solo como os resíduos de scheelita e pó de pedra, que são gerados em grandes quantidades no Estado do Rio Grande do Norte. Em substituição a água, tem sido utilizada a manipueira, o resíduo líquido da mandioca, que possui propriedades aglutinantes. Visando um tijolo ecológico com propriedades físicas e químicas adequadas para uso na sociedade e que substitua o solo e a água por resíduos é desenvolvido este estudo da combinação de resíduo de scheelita, pó de pedra e manipueira com adição de aglomerantes. Foi realizada a caracterização física, química e mineralógica dos materiais e em seguida o ensaio de compactação para se avaliar a melhor combinação da mistura dos resíduos sólidos, sendo determinada em 50% de cada resíduo. Foram realizados ensaios tecnológicos em corpos de prova cilíndricos dos resíduos sólidos com adição de cimento e/ou cal hidratados com água, obtendo-se resultados satisfatórios para as formulações com cimento, sendo utilizadas para produção dos tijolos com adição de manipueira em substituição à água em 11,5% com relação a massa dos resíduos sólidos. Os ensaios tecnológicos dos tijolos apresentaram resultados satisfatórios, justificados pelo elevado empacotamento entre os resíduos e propriedades da manipueira, sendo observadas fases cimentícias nas análises de microscopia eletrônica de varredura e difração de raios-X. O tijolo ecológico mostra-se promissor para utilização como alvenaria de vedação, sendo competitivo no mercado pelo baixo custo e fácil disponibilidade dos resíduos, destacando-se a formulação com 9% de adição de cimento à mistura de resíduos.


MEMBROS DA BANCA:
Externa ao Programa - 2331385 - JAQUELIGIA BRITO DA SILVA
Externa à Instituição - PRISCYLLA CINTHYA ALVES GONDIM - IFRN
Externa à Instituição - SHEYLA KAROLINA JUSTINO MARQUES - IFAl
Externo à Instituição - VAMBERTO MONTEIRO DA SILVA - IFPB
Presidente - 1149564 - WILSON ACCHAR
Notícia cadastrada em: 10/12/2020 19:56
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao