Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSUÉ SANTIAGO DE ALMEIDA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOSUÉ SANTIAGO DE ALMEIDA
DATA : 02/12/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Laboratório de Combustíveis da UFRN.
TÍTULO:

Degradação termocatalítica de PEAD e PP utilizando as zeólitas H-Y e H-Beta para produção de combustíveis líquidos.


PALAVRAS-CHAVES:

: Degradação termocatalítica; Catalisadores; Zeólitas; PEAD e PP.


PÁGINAS: 75
RESUMO:

A problemática da poluição ambiental ocasionada pela disposição inadequada de plásticos no meio ambiente vem se tornando alvo de inúmeras discursões entre cientistas através das últimas décadas. Os polímeros, que são essenciais para a indústria em diversos setores, possuem baixa biodegrabilidade, cujo tempo de degradação pode variar desde algumas décadas até várias centenas de anos.

Nos últimos anos, uma das alternativas que vem chamando a atenção de pesquisadores para tentar superar esta problemática diz respeito a degradação termocatalítica de materiais termoplásticos. Este tipo de processo tem como objetivo gerar compostos de baixo peso molecular e de alto valor agregado, tais como hidrocarbonetos com tamanho de cadeia carbônica semelhante aos combustíveis fósseis.

Neste estudo, amostras de polietileno de alta densidade (PEAD) e polipropileno (PP) foram submetidas a degradação térmica (sem a presença de catalisadores) e termocatalítica através do uso das zeólitas H-Y e H-Beta em uma balança termogravimétrica e em um reator de bancada. Para os ensaios na balança termogravimétrica, foram levantados os parâmetros de estudo cinético, tais como energia de ativação, e para os ensaios no reator de bancada, os produtos foram coletados e posteriormente analisados por cromatografia gasosa, com a finalidade de obter-se uma estimativa composicional da distribuição das cadeias carbônicas dos produtos formados. Os materiais zeolíticos foram caracterizados através dos ensaios de difratometria de raios X, fluorescência de raios X, microscopia eletrônica de varredura e acidez por dessorção de n-butilamina.

Através dos resultados obtidos, pode-se concluir que é possível gerar frações de hidrocarbonetos na faixa da gasolina e óleo diesel em ambos os processos de degradação térmica. Contudo, o uso dos catalisadores zeolíticos, além de diminuir a temperatura de degradação, contribui para que o produto final possua uma distribuição de cadeias carbônicas de menores tamanhos, aproximando-se mais da gasolina.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149328 - VALTER JOSE FERNANDES JUNIOR
Externo ao Programa - 350509 - ANTONIO SOUZA DE ARAUJO
Externo à Instituição - GLAUBER JOSE TUROLLA FERNANDES - UNP
Notícia cadastrada em: 25/11/2019 08:00
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao