Banca de DEFESA: GUDSON NICOLAU DE MELO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GUDSON NICOLAU DE MELO
DATA : 19/09/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de aulas do PPGCEM
TÍTULO:

RUÍDO BARKHAUSEN COMO FERRAMENTA PARA IDENTIFICAÇÃO DE MODIFICAÇÕES MICROESTRUTURAIS EM AÇO AISI 1020 SOLDADO


PALAVRAS-CHAVES:

ruído de Barkhausen, ferromagnético, microestrutura e ensaio não destrutivo


PÁGINAS: 115
RESUMO:

O Ruído Magnético de Barkhausen (RMB) vem sendo estudado como alternativa para aplicação em princípios de técnicas para Ensaio Não Destrutivo (END) de materiais ferromagnéticos. Esses materiais são amplamente empregados em componentes críticos na indústria que requerem por normas internacionais rigorosas ações de monitoramento e inspeção. O fenômeno RMB consiste em pulsos de tensão elétrica que ocorrem na liberação de energia devido ao movimento e/ou aniquilação das paredes dos domínios magnéticos no processo de magnetização dos materiais ferromagnéticos. O comportamento do RMB deverá ter relação direta com os aspectos microestruturais que se encontram no material pois esses agem contrapondo o movimento das paredes de domínio. Este trabalho propõe relacionar a microestrutura obtida em regiões afetadas pelo calor em processo de soldagem de uma chapa de aço AISI 1020 através de corpos de prova extraídos de pontos de interesse do cordão de solda para utilizalos em experimentos de magnetização por meio de técnica de indução por circuito aberto. Com auxílio de uma bobina sensor é possível identificar pulsos de tensão ao longo da magnetização que são relativos ao efeito do RMB. Análises microscópicas foram realizadas nos corpos de prova para identificar zonas específicas das soldas e os microconstituintes predominantes. A técnica de Difração de Elétrons Retroespalhados (EBSD) possibilitou estimar dados da microestrutura quanto as dimensões e distribuição dos grãos e percentual de fases. O comportamento do RMB foi medido através das curvas de RMS (raiz quadrada média) calculadas para os ruídos detectados pela bobina sensor. O comprimento de contorno dos grãos, possíveis microconstituinte bainiticos e a densidade de discordâncias influenciaram significativamente nas curvas de RMS do ruído, principalmente na amplitude e posição dos picos principais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AUGUSTO JOSE DE ALMEIDA BUSCHINELLI - UFSC
Presidente - 1508681 - FELIPE BOHN
Externo à Instituição - JOSÉ FERNANDO MORAIS LOPES MARIANO - UdA
Externo ao Programa - 1938946 - NICOLAU APOENA CASTRO
Interno - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Notícia cadastrada em: 09/09/2019 19:36
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao