Banca de DEFESA: MARIA JOSÉ GOMES DE ARAÚJO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIA JOSÉ GOMES DE ARAÚJO
DATA : 26/07/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do NUPPRAR
TÍTULO:

ESPUMAS DE CARBONO: SÍNTESE, CARACTERIZAÇÃO E APLICAÇÃO.


PALAVRAS-CHAVES:

Espuma de carbono, agente de expansão, glicerol, propriedades texturais, remoção de CO2


PÁGINAS: 105
RESUMO:

O avanço da ciência e a busca por novos materiais, tem se destacado muito nos últimos anos. Entre estes novos materiais, tem-se as espumas de carbono que são materiais com estrutura porosa constituídas principalmente de macroporos, que apresentam alta área específica, peso leve, condutividade térmica e elétrica, elevada estabilidade térmica, sendo aplicadas como adsorventes, eletrodos, suportes para catalisadores, isolantes térmicos a altas temperaturas entre outros. Variados métodos e matérias primas foram usadas para síntese das espumas de carbono, entre essas se destacam as fontes de petróleo e derivados, porém o limite e escassez destes, torna-se necessário a busca por matérias primas provenientes de fontes renováveis ou biomassa. Em vista disso, esta pesquisa teve como objetivo sintetizar espumas de carbono usando a sacarose como fonte de carbono e os nitratos de alumínio, ferro e prata como agentes de expansão, além destes, espumas de carbono usando a montmorillonita como agente de reforço também foram produzidas. Por último, se estudou a substituição da fonte de carbono tradicional sacarose por glicerol (biomassa) e os materiais foram aplicados para remoção de CO2 do ambiente. Para tanto, adotou-se uma metodologia já conhecida para obtenção destes materiais denominada expansão do precursor de carbono através da adição de agentes químico. Morfologia, estrutura, propriedades texturais, resistência mecânica e capacidade de adsorção de CO2 a 35°C foram avaliadas nas amostras obtidas. Observa-se que os nitratos de ferro, prata e alumínio foram eficientes como agentes de expansão na produção das espumas de carbono, contribuindo com a estrutura de poros interconectados e alta porosidade na faixa de 90%, as amostras apresentam boa superfície específica BET especialmente as sintetizadas com os nitrato de alumínio (EsAl) e nitrato de ferro (EsFe) com valores de 602 e 380 m2/g, respectivamente. A adição do agente de reforço (montimorillonita) na produção das espumas de carbono mostra tendência na melhoria da resistência mecânica a compressão para as espumas EsAlAr (2,28 MPa) atribuído boa dispersão do reforço na superfície das amostras. Substituição eficiente de até 50% o teor de sacarose por glicerol na síntese das espumas de carbono, nota-se aumento na superfície especifica BET à medida que aumenta a proporção de glicerol nas espumas. Todas as amostras sintetizadas com o nitrato de ferro apresentam estrutura mais ordenada com maior tamanho de domínio. A captura de CO2 a 35°C é eficiente nas espumas obtidas, destacando nas amostras sintetizada com o nitrato de alumínio (EsAl) e nas amostras com proporções de glicerol de 10 e 30% (EsGl10 e EsGl30) com valor de captura de CO2 de 5,3 mmol.g-1.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DALVA LÚCIA ARAÚJO FARIA - USP
Externo à Instituição - EDUARDO RIGOTI - UFRN
Externo à Instituição - JHONNY VILLARROEL ROCHA - NOVA
Externo à Instituição - MANUEL KARIM SAPAG - UNSL
Interno - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Presidente - 1308577 - SIBELE BERENICE CASTELLA PERGHER
Notícia cadastrada em: 06/07/2018 07:44
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao