Banca de DEFESA: PATRICIA NEVES DE MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PATRICIA NEVES DE MEDEIROS
DATA : 22/06/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de reuniões do DEMat
TÍTULO:

Síntese de indato de estrôncio e cálcio (Sr0,9Ca0,1In2O4) codopado com íons de terras raras para aplicação em fotoluminescência


PALAVRAS-CHAVES:

Indato de estrôncio, spray pirólise ultrassônico, terras raras, fotoluminescência.



PÁGINAS: 90
RESUMO:

Os materiais cerâmicos nanoestruturados têm sido amplamente estudados nos últimos anos devido ao seu grande potencial em áreas como fotoluminescência, fotocatálise, eletroquímica. Esses materiais permitem a melhoria de diversas propriedades devido às suas dimensões nanométricas. O indato de estrôncio (SrIn2O4) e o indato de cálcio (CaIn2O4) são óxidos com estrutura do tipo espinélio e sistema cristalino ortorrômbico, sendo reportados na literatura como rede hospedeira para materiais luminescentes. O método de spray pirólise ultrassônico permite uma produção contínua de partículas em apenas uma etapa e com elevada pureza. Nesse contexto, realizou-se a síntese de Sr(1-x)CaxIn2O4 utilizando o método de spray pirólise, sendo investigada a influência do teor do íon Ca2+ nas propriedades fotoluminescentes da solução sólida. Após análise dos resultados constatou-se que a composição Sr0,9Ca0,1In2O4 emitiu maior intensidade fotoluminescente, sendo então selecionada como rede hospedeira para íons ativadores de Terras Raras (TR3+). Foram sintetizados por spray-pirólise os indatos Sr0,9Ca0,1In2O4: Eu3+, Tb3+, Tm3+, codopados em diferentes concentrações (% mol). As amostras obtidas foram caracterizadas por difração de raios-x (DRX), refinamento Rietveld, microscopia eletrônica de varredura (MEV-FEG), medidas de fotoluminescência (FL), espectroscopia na região do UV-visível (UV-VIS) e atividade fotocatalítica pela degradação do corante azul de metileno. Os resultados de difração de raios-X confirmaram a formação da fase de indato de estrôncio com estrutura ortorrômbica. A partir das micrografias pode-se observar a formação de microesferas compostas por nanopartículas. Os espectros de fotoluminescência das amostras Sr(1-x)CaxIn2O4 apresentaram emissão de banda larga e os indatos Sr0,9Ca0,1In2O4 codopados com TR3+ (Eu3+, Tb3+, Tm3+) apresentaram bandas estreitas e intensas, emissões características dos íons TR3+. As amostras Sr(1-x)CaxIn2O4 apresentaram baixa atividade fotocatalítica, com degradação máxima de 45% do corante. De acordo com os resultados obtidos, o indato de estrôncio e cálcio codopado com os íons de TR3+ apresenta potencial de aplicação na área da fotoluminescência.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1802888 - FABIANA VILLELA DA MOTTA
Interno - 1883170 - MAURICIO ROBERTO BOMIO DELMONTE
Externo ao Programa - 4213130 - MICHELINE DAMIÃO DIAS MOREIRA
Externo à Instituição - MAXYMME MENDES DE MELO - IFRN
Externo à Instituição - VINÍCIUS DANTAS DE ARAÚJO - UFRPE
Notícia cadastrada em: 19/06/2017 08:18
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao