Banca de QUALIFICAÇÃO: MICHELINE DOS REIS ARAUJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MICHELINE DOS REIS ARAUJO
DATA: 28/03/2016
HORA: 09:00
LOCAL: sala de reuniões - Demat
TÍTULO:

ESTUDO DE FITAS NANOCERÂMICAS OBTIDAS POR TAPE CASTING


PALAVRAS-CHAVES:

Zircônia, colagem de fitas, reologia, laminados


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:

Neste trabalho foram conformados substratos cerâmicos de zircônia nanoparticulada estabilizada com 3 mol% de ítria pelo processo de colagem de fitas (“tape casting”) em meio aquoso em uma faixa de espessura de 100 e 150 µm, os quais apresentam grande interesse tecnológico para aplicações eletroeletrônicas. Suspensões para a colagem de fitas foram preparadas em duas diferentes composições: 20% ligante – 22% solvente e 25% ligante - 17% solvente (em peso). Uma emulsão acrílica comercial serviu como ligante. A estabilidade da suspensão de zircônia estabilizada com ítria foi analisada por medida de reologia, através de curvas de viscosidade. Ambas as suspensões apresentaram comportamento pseudoplástico, o que é desejável para a técnica de colagem de fitas. Após o processo de colagem realizou-se prensagem uniaxial em diferentes temperaturas (40°C e 60°C) e tempos (5 e 10 minutos) nas fitas cerâmicas, para a conformação dos laminados. Análise Térmica Diferencial (ATD) e Termogravimétrica (ATG) foram realisadas para se definir os parâmetros para a sinterização dos laminados. Após a sinterização à 1500°C foram realizados ensaios de Difração de Raios X, densidade e porosidade, microdureza Vickers, resistência mecânica à flexão e Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) para se avaliar as propriedades dos laminados obtidos. As amostras laminadas em menores temperaturas de prensagem apresentaram delaminação entre as interfaces das fitas cerâmicas, influenciando assim o comportamento mecânico destes materiais. A produção de laminados cerâmicos a partir de pó nanoestruturado é potencialmente promissora, permitindo obter materiais com baixa porosidade, principalmente utilizando menor teor de ligante, além de propriedades mecânicas adequadas à diversas aplicações tecnológicas, tais como: substratos para circuitos microeletrônicos, cerâmicas multicamadas, células combustíveis, entre outros


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1300987 - CARLOS ALBERTO PASKOCIMAS
Externo à Instituição - VAMBERTO MONTEIRO DA SILVA - IFPB
Presidente - 1149564 - WILSON ACCHAR
Notícia cadastrada em: 14/03/2016 09:28
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa23-producao.info.ufrn.br.sigaa23-producao