Banca de QUALIFICAÇÃO: IANE MAIARA SOARES DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IANE MAIARA SOARES DE SOUZA
DATA: 18/12/2015
HORA: 09:00
LOCAL: sala de aulas PPGCEM
TÍTULO:

Desenvolvimento de carreadores ambientalmente amigáveis com propriedade de liberação lenta para ureia fertilizante


PALAVRAS-CHAVES:

Ureia. Fertilizante. Liberação controlada. Bentonita. Clinoptilolita.


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:

O nitrogênio é um macronutriente fundamental para o crescimento vegetal. Atualmente, devido os desgastes ao longo dos anos e a elevada demanda na produção de alimentos, o solo não consegue fornecer às plantas o nitrogênio necessário para seu crescimento. Por isso, o uso de fertilizantes nitrogenados é amplamente aplicado na agricultura, onde a ureia, por possuir elevado teor de nitrogênio, é o mais aplicado. Contudo, suas elevadas perdas acarretadas principalmente por volatilização de amônia e lixiviação de nitrato fazem com seja necessário o desenvolvimento de sistemas que reduzam a velocidade de hidrólise da ureia. Neste trabalho foram desenvolvido dois tipos de fertilizante a base de ureia, um em que a ureia foi misturada com a bentonita, e outro que a ureia foi misturada com a clinoptilolta, onde para cada argilomineral foram formulados três tipos de fertilizantes, variando as proporções carreador:ureia na forma: 1:4, 1:8 e 1:16 As misturas de ureia e carreador foram compactados em cilindros com diâmetro de 7mm e altura de 4mm. Os fertilizantes foram caraterizados quanto a sua morfologia, análise química e mineralogia pelas técnicas de FRX, DRX, FTIR, TG/DSC e MEV. A eficiência agronômica foi avaliada quanto as perdas de N-NH3 por volatilização em condições de umidade e temperatura controlados em casa de vegetação, utilizando a camada 0-20cm de um Planossolo Háplico e bandejas como unidades experimentais. As perdas foram avaliadas com o uso de câmeras semi-aberta livre estática (SALE). Foram avaliadas as dosagens equivalentes a 100 e 200kg.ha-1, com três repetições para cada um e um delineamento experimental inteiramente casualizado. Os fertilizantes formulados apresentaram boa capacidade de estocagem, em que expostos a atmosfera não se aglomeram. As caracterizações mostram que não ocorreram interações químicas entre os constituintes dos fertilizantes. Quanto a avaliação agronômica verificou que as formulações que utilizaram a bentonita não presentaram reduções significativas nas perdas por volatilização se comparadas com a ureia convencional. As formulações que utilizaram a zeólita apresentaram reduções de 53% de N-NH3 volatilizado.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1300987 - CARLOS ALBERTO PASKOCIMAS
Externo ao Programa - 1321691 - JUAN ALBERTO ROJAS CRUZ
Presidente - 1883170 - MAURÍCIO ROBERTO BOMIO DELMONTE
Notícia cadastrada em: 07/12/2015 09:45
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao