Banca de DEFESA: IVERTON RODRIGO BARBOSA GOMES

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IVERTON RODRIGO BARBOSA GOMES
DATA: 25/08/2014
HORA: 09:00
LOCAL: sala de aulas PPGCEM
TÍTULO:

INCORPORAÇÃO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS EM MASSA CERÂMICA TRIAXIAL PARA OBTENÇÃO DE REVESTIMENTO CERÂMICO E ESTRUTURAL


PALAVRAS-CHAVES:

resíduos industriais; delineamento estatístico de mistura; argila; propriedades tecnológicas.


PÁGINAS: 122
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:

A indústria da extração mineral possui ligação direta com o meio ambiente, devido o grande volume de resíduos que é gerado durante o desenvolvimento da atividade, além do setor consumir recursos naturais e energia e ser um emissor de gases poluidores na atmosfera. Neste contexto o presente trabalho tem como principal objetivo estudar, do ponto de vista científico e tecnológico, a incorporação de resíduos industriais em massa cerâmica triaxial por meio do delineamento estatístico de mistura, no qual foram estudadas dez formulações com proporções distintas dos resíduos e em seguida confeccionados corpos-de-prova submetidos à pressão de compactação de 25 MPa. Os resíduos utilizados foram: a cinza vegetal, resíduo de caulim, o chamote de telha e resíduo de aciaria, incorporados na argila. As matérias-primas foram caracterizadas por difração de raios-x, fluorescência de raios-x, análise granulométrica, térmica diferencial, termogravimétrica, análise dilatométrica e submetidas a dois ciclos térmicos distintos que foram eles: 855°C e 955°C a uma taxa de aquecimento de 10°C/min e um patamar de 30 minutos, para obtenção de produtos da cerâmica estrutural e outro ciclo térmico de 1080°C e 1180°C a uma taxa de aquecimento de 10°C/min e um patamar de 10 minutos, para obtenção de produtos de revestimento cerâmico. Após ensaios térmicos os corpos-de-prova foram submetidos novamente à análise de difração de raios-x e por microscopia eletrônica de varredura. Ao final dos ensaios, as propriedades tecnológicas dos corpos-de-prova obedeceram aos produtos da indústria da cerâmica estrutural e de revestimento, de acordo com os parâmetros das normas NBR 15270-1 e NBR 13818 respectivamente.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1298936 - ANTONIO EDUARDO MARTINELLI
Externo ao Programa - 349104 - LUIZ GUILHERME MEIRA DE SOUZA
Externo à Instituição - RICARDO PEIXOTO SUASSUNA DUTRA - UFRN
Presidente - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Notícia cadastrada em: 15/08/2014 09:31
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao