Banca de DEFESA: KAMYLA ALVARES PINTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : KAMYLA ALVARES PINTO
DATA : 20/07/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 01 - DECOM
TÍTULO:

ALCAÇUZ EM SUA DIMENSÃO SIMBÓLICA: UMA ANÁLISE CRÍTICA DOS SENTIDOS CIRCULANTES SOBRE O ACONTECIMENTO NA PÁGINA DA TRIBUNA DO NORTE NO FACEBOOK


PALAVRAS-CHAVES:

Alcaçuz. Acontecimento. Dimensão simbólica.Sentidos. Tribuna do Norte. Facebook


PÁGINAS: 117
RESUMO:

Propõe-se neste trabalho compreender os sentidos vividos e (re)interpretados nos comentários da página da Tribuna do Norte no Facebook sobre o acontecimento Alcaçuz, a rebelião que ocorreu em janeiro de 2017 na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, no Rio Grande do Norte. O conceito de acontecimento vem sendo utilizado para se referir aos fatos que irrompem as rotinas dos sujeitos e da sociedade em que se inserem e que provocam algum tipo de ruptura com o ordinário. Esses acontecimentos são notados pela sociedade que fala sobre eles e inaugura interações a partir deles. Além disso, eles se tornam cada vez mais complexos em sua dimensão simbólica, quando a mídia e suas lógicas passam a atravessar as de outros domínios, não apenas em virtude do regime de visibilidade que oferecem mas também por se configurarem como um espaço de sociabilidade e de interação. Nesse sentido, elege-se como aporte teórico a abordagem pragmatista do acontecimento, em especial a compreensão da dimensão simbólica e dos seus poderes hermenêutico e de afetação (QUÉRÉ, 2012; FRANÇA, 2012b; LOPES, FRANÇA, 2017). O método empregado para a análise dos comentários é a Análise de Discurso Crítica (ACD), com ênfase no modelo tridimensional (FAIRCLOUGH, 2001), em específico nos conceitos de intertextualidade, interdiscursividade e coerência em diálogo com os modos de operação da ideologia (THOMPSON, 2009). Realizou-se a coleta de dados em  postagens das páginas da Tribuna do Norte, no site de rede social Facebook, referentes ao período de 14 a 20 de janeiro de 2017, o que resultou em 25.726 comentários. A partir deles, chegou-se a 805 sequências discursivas e elegeu-se para análise a mais representativa de cada dia de coleta, o que totalizou sete sequências discursivas e 191 comentários. Na análise, realizou-se uma leitura crítica de cada sequência discursiva e, em seguida, uma síntese dos principais sentidos que Alcaçuz, em sua dimensão simbólica, fez emergir por meio dos públicos que constituiu ali. A investigação revela que o espaço de comentários da Tribuna do Norte no Facebook configurou-se como um local de perfomance para o discurso de ódio contra os detentos. A predominância desse tipo de discurso na circulação de Alcaçuz minimiza as incertezas que ele inaugura e as implicações da sua ocorrência na vida da sociedade, dá margem ao enfrentamento do acontecimento como algo divertido, e naturaliza a barbárie ao negar dignidade aos indivíduos que ocupam a posição de detento e ao retirar a força dos poderes que o acontecimento carrega.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - EDGARD PATRÍCIO DE ALMEIDA FILHO - UFC
Interno - 6348127 - JOSIMEY COSTA DA SILVA
Presidente - 1460107 - KENIA BEATRIZ FERREIRA MAIA
Notícia cadastrada em: 10/07/2018 15:19
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao