Banca de QUALIFICAÇÃO: ISABELLA LUDMILLA BARBOSA DO NASCIMENTO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ISABELLA LUDMILLA BARBOSA DO NASCIMENTO
DATA : 26/09/2022
HORA: 08:30
LOCAL: https://meet.google.com/quv-knxy-eon
TÍTULO:

DESAFIOS DA GESTÃO DO TURISMO CULTURAL EM CENTROS HISTÓRICOS: O PAPEL DOS AGENTES SOCIAIS NA GOVERNANÇA DO CENTRO HISTÓRICO DE OLINDA/PE


PALAVRAS-CHAVES:

Agentes sociais; Turismo e patrimônio; Governança; Centro histórico de Olinda.


PÁGINAS: 85
RESUMO:

Os centros históricos atualmente se configuram como espaços significativos em razão do seu papel de referência simbólica do processo de formação das cidades e por concentrarem diversos patrimônios culturais representativos da identidade e da memória coletiva. Com a valorização mais acentuada desses espaços a partir do século XX, foi colocado em pauta a viabilidade de conservar o centro histórico a partir do seu uso planejado, refletindo a nova concepção do patrimônio como vetor para o desenvolvimento socioeconômico dessas áreas, especialmente através da atividade turística. Desse modo, houve uma crescente inserção desses espaços em políticas de preservação e de planejamento urbano, figurando entre os seus objetivos principais o fomento do turismo. Desta forma, foi impulsionado a reestruturação dos centros históricos para fins turísticos, o qual essas medidas trouxeram consequências positivas e negativas, exigindo a necessidade de um planejamento e uma gestão adequada para as suas necessidades específicas. Entretanto, é notório que muitas problemáticas surgem a partir desse contexto, como a turistificação, a redução da oferta de serviços e moradia voltado para a população local, a redução da qualidade de vida dos moradores, dentre outros, ocasionando conflitos e disputas nesses espaços, sendo a gestão um dos grandes gargalos desta conjuntura. Isso se dá, sobretudo, em virtude da atuação (ou a ausência) dos agentes sociais envolvidos, o qual são responsáveis pelas tomadas de decisão e pela ordenação da atividade turística nesses centros históricos, ressaltando assim a iminência da discussão de novos arranjos para atenuar esses cenários. Diante disso, a presente pesquisa tem como objetivo principal analisar como os agentes sociais se articulam e implementam ações que resultam na patrimonialização do centro histórico de Olinda/PE e como isso reflete na governança turística do seu patrimônio cultural. No que se refere a abordagem metodológica, a pesquisa se caracteriza como sendo descritiva explicativa de natureza qualitativa, abarcando como procedimentos para a coleta de dados a revisão bibliográfica, análise documental e entrevistas em profundidade através de perguntas abertas e fechadas, o qual terá como método a análise de conteúdo para o material documental e a análise do discurso para as entrevistas. Além disso, será utilizado os conceitos de campo e habitus de Pierre Bourdieu (2009; 2000; 2010) para compreender o papel dos agentes sociais na estrutura social da governança do centro histórico de Olinda, ancorando essa discussão a partir da base epistemológica do estruturalismo. Desta maneira, espera-se compreender a dinâmica da governança do centro histórico de Olinda a partir da atuação ou da não atuação dos seus agentes sociais, ressaltando os entraves para essa articulação, as estratégias, resultados, consequências e estruturas que são construídas a partir disso e as possibilidades da formação de novos arranjos para uma governança mais integrada e participativa.


MEMBROS DA BANCA:
Externa ao Programa - 1543979 - ANDREA VIRGINIA SOUSA DANTAS - nullExterno à Instituição - FERNANDO ALMEIDA GARCÍA - UMA
Externo à Instituição - SILVIO JOSÉ DE LIMA FIGUEIREDO - UFPA
Presidente - 2806096 - WILKER RICARDO DE MENDONCA NOBREGA
Notícia cadastrada em: 18/08/2022 14:06
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao