Banca de QUALIFICAÇÃO: RICARDO ERNESTO BOLZÁN

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RICARDO ERNESTO BOLZÁN
DATA : 15/07/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Nepsa II
TÍTULO:

Turismo, tecnologia e a construção de imaginários sociotécnicos: O caso da smartização do turismo na América Latina


PALAVRAS-CHAVES:

construtivismo; imaginários sociotécnicos; tecnologias; turismo inteligente


PÁGINAS: 124
RESUMO:

Os processos de smartização do turismo se configuram a partir de visões de futuros tecnoutópicos que prometem utilizar tecnologias para melhorar a experiência turística e contribuir para a qualidade de vida dos cidadãos. Seguindo a teoria sobre imaginários sociotécnicos, nossa tese postula que esses processos são construídos a partir de visões de formas ou ordens sociais entre futuros desejáveis/utópicos e indesejáveis/distópicos que orientam, ao mesmo tempo em que legitimam, cursos de ação discursivamente construídos e materialmente co-produzidos a partir de mecanismos institucionais, práticas sociais e o trabalho organizado. Seguindo essa linha de trabalho, o objetivo geral da pesquisa é entender os modos de construção de imaginários sociotécnicos no turismo, tomando como exemplar o caso da smartização do turismo na América Latina, enfocando-nos nas especificidades das estratégias latino-americanas com relação ao caso espanhol. Nesse sentido, o aporte teórico que esta tese busca fazer é demonstrar o caráter sociotécnico que constitui as relações entre o turismo e as tecnologias. Desse modo, procuramos abrir um debate (de)construtivo dentro do subcampo sobre alguns pressupostos normalizados e enraizados nos estudos de interface entre turismo e tecnologia, especialmente uma ideia determinista de progresso, e propomos um caminho alternativo possível partindo de uma abordagem epistemológica construtivista, histórica e reflexiva. Para isso, a revisão crítica e interpretativa de literatura vem dos campos dos estudos críticos do turismo, estudos de ciência, tecnologia e sociedade (CTS), filosofia da tecnologia, estudos críticos de dados, entre outros. A construção metodológica apresenta a proposta de uma abordagem crítico-interpretativista que envolve técnicas de coleta de dados a partir de análise documental e bibliográfica, entrevistas semiestruturadas e em profundidade, além de questionários com perguntas abertas. Os modos de análise propostos são: análise de conteúdo, para a identificação de macroestruturas; análise de discurso, para inspecionar a produção de sentidos; e teoria fundamentada construtivista, para a teorização de processos a partir de uma análise comparada. Consideramos que, devido à potência criativa dos imaginários sociotécnicos, resulta fundamental conhecer os significados e processos implicados nestes fenômenos para refletir sobre as visões de modelos e práticas de gestão turística em construção. Longe de dar respostas acabadas, este trabalho pretende abrir novas perguntas e trazer caminhos possíveis para enriquecer o debate interdisciplinar na interface entre turismo e tecnologia, subcampo dos estudos turísticos em pleno desenvolvimento, desde novas perspectivas na interseção entre turismo, tecnologia e sociedade. 


MEMBROS DA BANCA:
Interna - ***.518.019-** - JENNIFER CAROLINE SOARES - NÃO INFORMADO
Externo à Instituição - JOSENILDO CAMPOS BRUSSIO - UFMA
Presidente - 2001718 - LUIZ AUGUSTO MACHADO MENDES FILHO
Externo à Instituição - MARCELO DE SOUZA BISPO - UFPB
Notícia cadastrada em: 01/07/2022 19:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao