Banca de DEFESA: MARIA AUGUSTA WANDERLEY SEABRA DE MELO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIA AUGUSTA WANDERLEY SEABRA DE MELO
DATA : 03/12/2021
HORA: 09:00
LOCAL: https://meet.google.com/kfo-rdpr-nyc
TÍTULO:

REVITALIZAÇÃO URBANA DO CENTRO HISTÓRICO DE NATAL/RN À LUZ DO DIÁLOGO ENTRE TURISMO, PATRIMÔNIO, CULTURA E CRIATIVIDADE


PALAVRAS-CHAVES:

Turismo. Patrimônio. Cultura. Criatividade. Revitalização. Centro Histórico. 


PÁGINAS: 174
RESUMO:

O objetivo central desta tese é apontar, com base na experiência do Centro Histórico de Natal, orientações para processos de revitalização urbana, com ênfase no diálogo entre turismo, cultura, patrimônio e criatividade. O estudo propõe uma investigação problematizadora do processo de gestão do patrimônio cultural das cidades. Para tanto, são enfatizadas as formas criativas de gestão, compreendendo contextos, estratégias, ações, causas e consequências, diante de uma possível dinâmica de intervenção em área urbana voltada para a prática do turismo cultural, que traga benefícios para a população e para os turistas. À luz do diálogo teórico entre turismo, patrimônio, cultura e criatividade, analisou-se empiricamente o Centro Histórico de Natal/RN, que por sua relevância histórico-cultural, tem sido alvo de políticas e intervenções de revitalização com interesse pela atração da atividade turística de cunho cultural. Em termos metodológicos, o presente estudo se caracteriza como uma pesquisa social de abordagem qualitativa, cuja coleta de dados foi realizada por meio de pesquisas bibliográfica e documental, observação direta e entrevistas semiestruturadas, com diferentes sujeitos de pesquisa que se relacionam com o campo investigado. Para interpretação dos dados foi utilizada a técnica de análise do discurso. Por meio da compreensão do contexto histórico e empírico que reveste o objeto de estudo e da elaboração do referencial teórico, foi possível confirmar a hipótese de pesquisa. Afirma-se que as políticas e intervenções para a revitalização do Centro Histórico de Natal carecem de ações integradas entre o setor público, os artistas e profissionais da cultura, o setor turístico, os comerciantes e a comunidade local. A ausência de uma ação integrada dificulta a contribuição de tais iniciativas para solucionar os problemas socioeconômicos urbanos e diversificar o turismo local. Tal realidade demanda um trabalho criativo, participativo e interdisciplinar de gestão da área histórica, pautado por um conjunto estratégico de metas capazes de motivar os esforços dos atores envolvidos, em um caminho de integração, colaboração e corresponsabilidade. Cabe às lideranças locais a necessidade de definir uma agenda positiva, de modo a fomentar o processo de construção de sonhos coletivos, demonstrando como este cenário se tornará uma realidade para a superação dos desafios que afetam a cidade, sem negligenciar as necessidades básicas da população. Entende-se que uma cidade será atrativa para os turistas, se ela for atraente aos olhos da sua própria população. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALMIR FELIX BATISTA DE OLIVEIRA - PUC - SP
Externo à Instituição - ANTONIO JANIO FERNANDES - UERN
Interno - 2346233 - FRANCISCO FRANSUALDO DE AZEVEDO
Externa à Instituição - IRENE DE ARAUJO VAN DEN BERG - UERN
Externo à Instituição - MARCIO MORAES VALENCA
Presidente - 1117908 - MARIA LUCIA BASTOS ALVES
Notícia cadastrada em: 16/11/2021 17:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao