Banca de QUALIFICAÇÃO: MAYARA FERREIRA DE FARIAS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MAYARA FERREIRA DE FARIAS
DATA : 12/11/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Google Meet: meet.google.com/fhc-ixqf-vha
TÍTULO:

TURISMO,STORYTELLING E BENCHMARKING: Uma proposta para valorização cultural e promoção de um Turismo de Base Comunitária no Seridó Potiguar 


PALAVRAS-CHAVES:

Benchmarking; Seridó Potiguar; Storytelling; Turismo de Base Comunitária.  


PÁGINAS: 158
RESUMO:

Como alternativa de implementação da atividade turística que valorize as pessoas, sua história e cultura, bem como que tenha sido pensado para promover melhoria da qualidade de vida e desenvolvimento responsável, o Turismo de Base Comunitária tornou-se objeto de estudo da pesquisa em tela. Cabe mencionar, nesta perspectiva, que optou-se por utilizar a storytelling por se tratar da “arte de contar histórias inesquecíveis”, a qual permitiria compreender sobre a história e vivências a partir da percepção dos quilombolas de cada comunidade estudada. A benchmarking, por sua vez, foi escolhida por ser considerada uma ferramenta de busca pelas melhores práticas de gestão de uma atividade ou entidade que seja usada como modelo para implementação semelhante ao caso de sucesso, adaptando para a realidade local. A relevância acadêmica deste estudo se deu a partir da constatação de que não existia nenhuma Tese brasileira elaborada com a temática de desenvolvimento e gestão do Turismo de Base Comunitária na região Seridó do Estado do Rio Grande do Norte, tornando-se um estudo inovador e significativo para a valorização das Comunidades Quilombolas como localidades receptoras do Turismo e que necessitam de uma maior visibilidade diante das pesquisas científicas. Outrossim, a questão problema norteadora deste estudo elaborada foi: como utilizar storytelling e benchmarking para promover a valorização cultural e a promoção do Turismo de Base Comunitária no Seridó Potiguar? A pesquisa de campo foi realizada nos anos de 2018 e 2019, além de terem sido realizadas entrevistas de forma remota (online) no ano de 2020. É pertinente destacar, ainda, que foram escolhidas duas Comunidades Quilombolas da Região Seridó por serem as mais conhecidas e representativas, quais tenham sido: Comunidade Quilombola Negros do Riacho (Currais Novos) e a Comunidade Quilombola Boa Vista dos Negros (Parelhas). Diante disso, o objetivo geral desta Tese foi: investigar como o uso de storytelling e benchmarking pode promover a valorização cultural e a promoção do Turismo de Base Comunitária no Seridó Potiguar. Especificamente, como forma de alcançar o objetivo principal da pesquisa, foram elaborados os seguintes objetivos: compreender a relevância histórica das comunidades quilombolas a partir da perspectiva dos stakeholders; estudar sobre localidades que desenvolvem o Turismo de Base Comunitária; e, propor um roteiro turístico para as comunidades quilombolas do Seridó Potiguar. Tratou-se, pois, de uma pesquisa com abordagem qualitativa, com caráter descritivo e exploratório. Para tal, foram escolhidas técnicas de coleta para cada objetivo elencado, quais tenham sido: pesquisa documental, pesquisa bibliográfica, entrevista, Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), observação participante, Diagnóstico Rápido Participativo (DRP) e, de maneira mais significativa, o storytelling e o benchmarking. Como técnicas de análise, foram usadas as análise de conteúdo e a análise do discurso. Como principais resultados, podemos destacar que as peculiaridades socioculturais, as vivências e o patrimônio (material e imaterial) tornam as comunidades quilombolas em atrativos para o desenvolvimento do Turismo de Base Comunitária no Seridó Potiguar. Além disso, constatou-se que é possível utilizar modelos de sucesso (benchmarking) na implementação do Turismo de Base Comunitária para a elaboração e direcionamento de estratégias de desenvolvimento do Turismo em outras comunidades tradicionais da Região Seridó e do Estado do Rio Grande do Norte, além de ilustrar sobre a possibilidade de executar um roteiro turístico nas comunidades quilombolas estudadas de maneira sustentável, valorizando a cultura e história locais, envolvendo os moradores na escolha das atividades a serem realizadas quando da visitação, bem como o Turismo se tornaria uma atividade que valoriza e colabora para a compreensão e construção da ideia do “Eu Coletivo”e que complementaria a renda dos sujeitos da pesquisa, melhorando - consequentemente - as condições de vida nas comunidades quilombolas em questão. Ao final, pode-se concluir que o storytelling e benchmarking são alternativas possíveis para serem aplicadas à realidade do Turismo de Base Comunitária no Seridó Potiguar, baseando-se nos princípios da solidariedade e desenvolvimento econômico com equidade. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 433.406.365-91 - ALMIR FELIX BATISTA DE OLIVEIRA - PUC - SP
Externa à Instituição - ARTEMISIA DOS SANTOS SOARES - IFAl
Externo à Instituição - JEAN HENRIQUE COSTA - UERN
Presidente - 1675246 - LISSA VALERIA FERNANDES FERREIRA
Externa à Instituição - VIVIANE COSTA FONSECA DE ALMEIDA MEDEIROS - IFRN
Notícia cadastrada em: 06/11/2020 10:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao