Banca de DEFESA: LYVIA CAMILA FERNANDES MADRUGA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LYVIA CAMILA FERNANDES MADRUGA
DATA : 30/08/2018
HORA: 16:00
LOCAL: NEPSA 2
TÍTULO:

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E COMPROMETIMENTO ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO EM EMPRESAS HOTELEIRAS


PALAVRAS-CHAVES:

Hotelaria. Qualificação Profissional. Comprometimento Organizacional.


PÁGINAS: 105
RESUMO:

Considerando os recursos humanos fator chave para o desenvolvimento da atividade hoteleira, e tratando-se de uma prestação de serviço, torna-se imprescindível aliar a qualificação da mão de obra ao perfil que o mercado exige.  A qualificação, quando bem disseminada, passa a ser uma aliada a vários construtos - um deles é o comprometimento organizacional. No entanto, o objetivo geral desta pesquisa foi analisar as relações entre qualificação profissional e comprometimento em organizações hoteleiras do município de João Pessoa/PB. Desse modo, a fundamentação teórica abordou aspectos referente ao setor hoteleiro, à importância do capital humano, à qualificação profissional e ao comprometimento organizacional e seus tipos. Com relação à metodologia, é de caráter descritivo, no que concerne aos seus objetivos, tendo enfoque analítico-quantitativo. Utilizou-se para a tabulação de dados o programa SPSS, no intuito de descrever e correlacionar as variáveis em questão. A pesquisa teve uma amostra de 20 hotéis localizados no município de João Pessoa, tendo sido designados em cada hotel 5 respondentes, totalizando 100 respondentes. O questionário foi dividido em três blocos: qualificação profissional, comprometimento organizacional e perfil socioeconômico. Dentre as principais constatações do estudo, a análise fatorial das dimensões revela maiores cargas para benefícios da qualificação com carga de 0,922 e comprometimento instrumental com 0,799. A correlação de maior magnitude também foi entre o comprometimento instrumental e os benefícios da qualificação, com 0,704. No modelo de regressão, o R² entre a dimensão qualificação profissional e o comprometimento instrumental foi de 54,1%. No entanto, existe relação com os vínculos afetivo e afiliativo do comprometimento, que, conforme apresenta Medeiros (2003), são os de melhor desempenho para as organizações. Assim, esse estudo leva a refletir que necessita-se um realinhamento nas estratégias da empresa para que se alcance o comprometimento adequado. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JULIANA VIEIRA DE ALMEIDA - IFRN
Presidente - 2568265 - LEILIANNE MICHELLE TRINDADE DA SILVA BARRETO
Interno - 1160199 - SERGIO MARQUES JUNIOR
Notícia cadastrada em: 15/08/2018 09:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao