Banca de DEFESA: LUCILÉIA LIMA DE MORAIS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUCILÉIA LIMA DE MORAIS
DATA : 30/08/2016
HORA: 15:30
LOCAL: Auditório do NEPSA II
TÍTULO:

TURISMO E PATRIMÔNIO CULTURAL: POLÍTICAS, AÇÕES E INTERVENÇÕES NO MUNICÍPIO DE NATAL-RN


PALAVRAS-CHAVES:

Centro Histórico de Natal. Turismo. Cultura. Políticas Públicas. Patrimônio Cultural.


PÁGINAS: 175
RESUMO:

O estudo tem como objetivo principal compreender os fatores que tem dificultado na funcionalização turística do centro histórico de Natal entre os anos de 1976 a 2015, período em que foram elaboradas relevantes políticas públicas para a preservação do patrimônio cultural brasileiro e que continham em seu discurso a valorização turística de bens culturais. A metodologia do trabalho foi baseada na análise das principais ações e políticas de turismo e de cultura que ocorreram no centro histórico de forma a entender se há ou não uma intersecção entres as políticas públicas e refletir sobre as ações deliberadas pelos diversos atores presentes na região histórica da cidade. Também foi realizada uma avaliação da oferta turística considerando os produtos e serviços ofertados aos turistas a partir de diagnósticos elaborados pela secretaria municipal de turismo e observação in loco. Trata-se de um estudo transversal, de caráter descritivo e exploratório, onde foi selecionada a técnica de análise de conteúdo para o tratamento dos dados. Foram realizadas entrevistas com representantes do poder público local, iniciativa privada, sociedade civil e turistas por meio de roteiros de entrevistas não estruturados. Percebeu-se que as ações de preservação, apesar de contemplar em seus objetivos a promoção da atividade turística em centros históricos, não conseguem transpor a fase de inventariação e diagnósticos ou se restringem a implantação de projetos de forma isolada e sem continuidade, estacionando em etapas consideradas preliminares na avaliação de políticas públicas. Observou-se também que não há uma gestão turística do patrimônio cultural e não existe uma ação específica de promoção turística do corredor cultural de Natal como é realizado com o segmento de sol e praia. A área já está dotada de projetos suficientes para a sua valorização histórica, turística e cultural, no entanto, o conflito de interesse entre os órgãos de preservação e demais secretarias, a burocracia e o desconhecimento da legislação específica por parte dos formuladores de ações na região histórica ainda são os principais entraves para a funcionalidade turística no centro histórico de Natal. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANTONIO JANIO FERNANDES - UERN
Interno - 1117908 - MARIA LUCIA BASTOS ALVES
Presidente - 2806096 - WILKER RICARDO DE MENDONCA NOBREGA
Notícia cadastrada em: 15/08/2016 08:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao