Banca de DEFESA: MANUELE JARDIM PIMENTEL

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MANUELE JARDIM PIMENTEL
DATA: 18/12/2012
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Fisioterapia
TÍTULO:

Efeitos agudos do alongamento estático antes e após exercício isocinético - estudo controlado, randomizado e cego


PALAVRAS-CHAVES:

Exercícios de Alongamento Muscular, Eletromiografia, Exercício, Medicina Esportiva.



PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

Objetivo: Avaliar e comparar os efeitos agudos do alongamento estático, antes e após exercício isocinético, nas propriedades neuromusculares e biomecânicas dos músculos Bíceps Femoral (BF) e Semitendíneo (ST). Metodologia: Oitenta e nove voluntários de ambos os gêneros, saudáveis e fisicamente ativos, com idade média de 22,52 ± 2,6 anos e IMC médio de 23,86 ± 3,2 kg/m2 foram distribuídos aleatoriamente em um dos 4 grupos para os procedimentos de intervenção que consistiam de dois momentos: alongamento dos IT (2 x 30 seg) e o Protocolo de Exercício (PE) isocinético (3 x 15 repetições a uma velocidade de 90º/seg). A saber: o Grupo Controle (GC) fez apenas o PE sem a realização do alongamento; o Grupo Experimental 1 (GE1) fez alongamento antes do PE; o GE2 fez alongamento após o PE e o GE3 fez alongamento antes e após o PE. Os voluntários foram submetidos a aquecimento em bicicleta estacionária e avaliados (nas fases inicial e final) quanto às seguintes variáveis: Amplitude de Movimento Articular (ADM), Tempo de Latência Neuromuscular (TLNM), dor muscular tardia, atividade eletromiográfica e Pico de Torque (PT) concêntrico e excêntrico com a dinamometria isocinética. Na análise dos dados foi atribuído um nível de significância de 5%. Resultados: A ADM e o TLNM apresentaram significativa redução no GC, mas os GE permaneceram inalterados. Quanto à sensação dolorosa não houve diferenças entre os grupos. A atividade eletromiográfica do BF e ST na fase concêntrica apresentou uma diminuição significativa em todos os grupos. Na fase excêntrica o ST revelou uma redução apenas para o GC, enquanto o BF permaneceu sem alteração em todos os grupos. O PT apresentou redução significativa nas duas condições (concêntrica e excêntrica) para todos os grupos, sem diferença entre eles. Conclusão: Estes resultados sugerem que não é aconselhável a utilização do alongamento estático de curta duração antes da atividade física, enquanto que após os exercícios ou em momentos sem relação com o esporte, ele deve ser indicado com intuito de evitar o encurtamento muscular. 




MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149610 - JAMILSON SIMOES BRASILEIRO
Externo à Instituição - JERÔNIMO FARIAS DE ALENCAR - UFPB
Externo ao Programa - 2566849 - WOUBER HERICKSON DE BRITO VIEIRA
Notícia cadastrada em: 11/12/2012 16:26
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao