Banca de DEFESA: JANAINA MARIA DANTAS PINTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JANAINA MARIA DANTAS PINTO
DATA: 29/08/2011
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA
TÍTULO:

EFEITOS DA RESPIRAÇÃO EM FRENO-LABIAL SOBRE OS VOLUMES PULMONARES E O PADRÃO DE HIPERINSUFLAÇÃO DINÂMICA EM PACIENTES COM ASMA


PALAVRAS-CHAVES:

Asma, Fisioterapia, Hiperinsuflação Dinâmica.


PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

Objetivos: Avaliar como se desenvolve a hiperinsuflação dinâmica (HD) durante o exercício e a influência da respiração em freno-labial (RFL) sobre o padrão respiratório e os volumes operacionais durante o exercício em paciente com asma moderada. Métodos: Foram avaliados 12 pacientes em 3 momentos distintos: (1) antropometria e espirometria, (2) teste incremental submáximo no cicloergômetro em respiração espontânea e (3) teste incremental submáximo com RFL ambos utilizando a Pletismografia Opto-eletrônico (POE). Resultados: Seguindo o comportamento do volume pulmonar expiratório final (EEV) durante o teste em respiração espontânea, os pacientes foram divididos em isovolume (ISO) e hiperinsuflado (HIP). A RFL aumentou, significativamente, em 1.4L a variação do EEV no grupo ISO e no grupo HIP diminuiu em 0.272L. No grupo HIP foi observado que a RFL induziu aumentos significativos do Vt em todos os momentos do teste, em 66%, 250%, 61.5% e 66%. A velocidade encurtamento dos músculos inspiratórios (VtRcp/Ti) no grupo HIP aumentou de 1.6 ± 0.8L/s versus 2.55 ± 0.9L/s, (Δ= 0.95L/s) com a RFL enquanto que no grupo ISSO variou de 0.72 ± 0.31L/s versus 0.65 ± 0.2L/s (Δ= -0.07L/s). A velocidade de encurtamento dos músculos expiratórios (VtAb/Te) demonstrou comportamento semelhante em resposta a RFL, no grupo HIP variou de 0.89 ± 0.47 versus 0.80 ± 0.36 (Δ= -0.09L/s) e no grupo ISO em 1.17 ± 1L versus 0.78 ± 0.6 (Δ= -0.39L/s). Conclusão: Diferentes de EEV foram observados, um grupo onde foi observada a HD e outro que diminui o EEV em reposta ao exercício. As variáveis do padrão respiratório foram moduladas pela RFL tanto em exercício como no repouso, determinando um padrão respiratório mais eficiente.

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1323472 - FERNANDO AUGUSTO LAVEZZO DIAS
Presidente - 1545315 - GUILHERME AUGUSTO DE FREITAS FREGONEZI
Externo à Instituição - VICTOR ZUNIGA DOURADO - UNIFESP
Notícia cadastrada em: 22/08/2011 13:24
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao