Banca de QUALIFICAÇÃO: RAFAELA SOARES DE FARIAS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: RAFAELA SOARES DE FARIAS

DATA: 09/09/2010

HORA: 14:00

LOCAL: PPGFIS

TÍTULO:

Efeitos de um protocolo experimental de fadiga e a aplicação da eletroestimulação em músculos com diferentes tipagens de fibras


PALAVRAS-CHAVES:

estimulação elétrica; músculo quadríceps; eletromiografia


PÁGINAS: 50

GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde

ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional

RESUMO:

OBJETIVO: Analisar os efeitos de um protocolo experimental de fadiga com e sem  aplicação da corrente russa em diferentes frequências nos músculos vasto medial (VM), vasto lateral (VL) e reto femoral (RF). MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de um estudo experimental do tipo ensaio clínico controlado, randomizado e duplo cego. Será composto por 60 voluntários saudáveis de ambos os sexos, divididos aleatoriamente em três grupos distintos, a saber: grupo controle (GC), grupo experimental 1 (GE1) com aplicação de corrente russa a 30 HZ e grupo experimental 2 (GE2) com aplicação de corrente russa a 70 Hz. Como critérios de inclusão todos os voluntários deverão ter idades variando entre 21e 28 anos, ser fisicamente ativos e não deverão ser portadores de alterações neuromusculares.  Serão excluídos aqueles que não conseguirem cumprir o protocolo de pesquisa adequadamente e/ou que tiverem feito avaliações inadequadas. Como instrumentos utilizar-se-á: módulo condicionador de sinais (MCS 1000) de 4 canais (EMG System do Brasil), um conversor analógico-digital - A/D (CAD, 12/36-60K) com resolução de 12 bits e para dinamometria isocinética será utilizado um dinamômetro isocinético computadorizado (Biodex Multi-Joint System 3 Pro, USA). PROCEDIMENTOS: A princípio os voluntários realizarão uma avaliação inicial (AV1) no dinamômetro isocinético que constará de 3 repetições isométricas voluntárias máximas (CIVM), na angulação de 60º para flexão do joelho dominante. Simultaneamente será realizada a captação do sinal eletromiográfico para os músculos VM, VL e RF. Posteriormente, após aplicação ou não da EENM, serão submetidos a um protocolo experimental de fadiga isométrica utilizando 70% da CIVM, finalizando com a realização de uma avaliação final (AV2), nos mesmos moldes da AV1. RESULTADOS ESPERADOS: Espera-se que o escopo deste estudo seja alcançado na medida em que forneça subsídios para que pesquisas futuras possam continuar a explorar a EMG como um método não invasivo para caracterização do músculo, bem como que elucide a questão da frequência de estimulação elétrica visando uma maior otimização da utilização da eletroterapia no músculo quadríceps femoral.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1460020 - ALVARO CAMPOS CAVALCANTI MACIEL
Presidente - 1149610 - JAMILSON SIMOES BRASILEIRO
Externo ao Programa - 2566849 - WOUBER HERICKSON DE BRITO VIEIRA
Notícia cadastrada em: 08/09/2010 13:44
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa16-producao.info.ufrn.br.sigaa16-producao