PPGFST PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Telefone/Ramal: (84) 3342-2002 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgfst

Banca de QUALIFICAÇÃO: IKARO FELIPE DA SILVA PATRÍCIO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : IKARO FELIPE DA SILVA PATRÍCIO
DATA : 04/02/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Remoto
TÍTULO:

QUEIXA DE DOR NOS MEMBROS INFERIORES EM IDOSOS COM DIABETES MELLITUS TIPO 2: RELAÇÕES SOCIODEMOGRÁFICAS, CLÍNICO-FUNCIONAIS E PSICO-COGNITIVAS.


PALAVRAS-CHAVES:

Idoso, saúde do idoso, dor em MMII, diabetes mellitus tipo 2.


PÁGINAS: 55
RESUMO:

Introdução: O Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) é responsável por perturbações nos membros inferiores (MMII), como dor, dificuldade de cicatrização de feridas e formigamento, gerado por um desequilíbrio metabólico provocado pela resistência à insulina.Objetivo: verificar associação da queixa de dor em MMII com os dados sociodemográficos, clínico-funcionais e psicocognitivos em idosos com Diabetes Mellitus tipo 2. Método: Trata-se de estudo do tipo transversal, descritivo de caráter analítico realizado no Hospital Universitário Onofre Lopes, em Natal/RN. Participaram idosos com idade igual ou maior a 60 anos diagnosticados com DM2. Os idosos foram avaliados a partir de um inquérito multidimensional, contendo dados sociodemográficos, clínico-funcionais e psicocognitivos, além disso, utilizou-se os instrumentos: Mini-Mental State Exam (MMSE), Escala de Depressão Geriátrica Abreviada (GDS) e Timed Up and Go Test (TUGT) para rastreio de déficit cognitivo e sintomas depressivos e análise da mobilidade, respectivamente. Resultados: A amostra consistiu em 147 idosos, destes 53,1% apresentaram queixa de dor em MMII. A queixa de dor em MMII apresentou associação com as variáveis sexo, IMC, Escala Numérica de Sintomas, GDS,TUGT motora, TUGT dupla tarefa, tempo de diagnóstico da DM, MiniBEST, percepção de saúde geral, hipotensão postural, prática de atividade física, sensibilidade cutânea e quedas. Conclusão: Ressalta-se a associação da dor em MMII com sexo feminino, autopercepção negativa de saúde, maior IMC e maior tempo de diagnótico da DM2. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2090691 - JULIANA MARIA GAZZOLA
Externo ao Programa - 2218684 - MARCELO CARDOSO DE SOUZA - UFRNExterno à Instituição - BARTOLOMEU FAGUNDES DE LIMA FILHO
Notícia cadastrada em: 19/01/2023 10:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao