Banca de DEFESA: LARISSA RAMALHO DANTAS VARELLA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LARISSA RAMALHO DANTAS VARELLA
DATA : 10/08/2020
HORA: 14:00
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA
TÍTULO:

EFEITOS DA ELETROESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA SOBRE A DOR, CAPACIDADE FUNCIONAL SUBMÁXIMA E ESTADO DE HUMOR EM MULHERES COM DISMENORREIA PRIMÁRIA


PALAVRAS-CHAVES:

Ciclo menstrual. Dor pélvica. Dor crônica. Terapia por Estimulação Elétrica. Tratamento Conservador. Modalidades de Fisioterapia


PÁGINAS: 100
RESUMO:

Introdução: A dismenorreia primária é uma condição crônica que afeta negativamente a vida da mulher em muitos aspectos sociais, emocionais e físicos. Até o momento a terapia medicamentosa e a termoterapia têm sido os meios mais eficazes para tratamento da dismenorreia, porém estes apresentam reações adversas indesejadas ou efeito local de pequena duração. A eletroestimulação transcraniana por corrente contínua é uma técnica de estimulação cortical não invasiva que promove  mudanças no funcionamento cerebral, e, parece ter bons efeitos sobre a dor e funcionalidade. Até o momento não há estudos dessa terapia em região de córtex pré frontal dorsolateral em pacientes com dismenorreia primária. Objetivos: Investigar o efeito da eletroestimulação por corrente contínua em região de córtex pré frontal dorsolateral (ETCCCPDL) sobre a dor, funcionalidade, humor e ansiedade em pacientes com dismenorreia primária. Como objetivos específicos destacam-se identificar, através de uma revisão sistemática, os recursos não farmacológicos utilizados para o tratamento da dismenorreia primaria e estabelecer protocolo de aplicação da ETCC para tratamento da dismenorreia primária. Métodos: Foram desenvolvidos dois estudos com métodos distintos, uma revisão sistemática e um ensaio clínico controlado, randomizado e cego. Para revisão sistemática foram realizadas buscas nas bases de dados, PubMed, LILACS, Ovid EMBASE, Scielo, CAPES,  IBECS, SCOPUS, SCIENCE DIRECT, entre os períodos de março a outubro de 2018 e foram considerados os estudos publicados nos últimos 10 anos. Utilizando as seguintes as combinações: “primary dysmenorrhea AND treatment” e “dysmenorrhea AND treatment”. Os critérios de inclusão foram: ensaios clínicos, apresentar no título e resumo abordagem de intervenção terapêutica conservadora não farmacológica para dismenorreia primária, ter dor como desfecho primário, limitar ou evitar o uso do fármaco durante a intervenção, amostras em humanos, apresentar análise quantitativa da dor. Foram excluídos estudos que: o texto não fosse escrito em língua inglesa, espanhola ou portuguesa, estivessem em duplicidade nas bases de dados e que abordassem a dismenorreia secundária. As buscas foram realizadas por dois pesquisadores independentes e os artigos foram avaliados e identificados inicialmente pelo título e posteriormente pelo resumo. Os estudos selecionados passaram por uma análise metodológica através da escala PEDro, realizada pelos dois autores, individualmente. Para o ensaio clínico, 26 voluntárias com dismenorreia primária foram randomizadas em dois grupos. O grupo ETCCCPDL recebeu a terapia por 5 dias consecutivos, enquanto o grupo Sham realizou o mesmo protocolo, porém a corrente foi ligada por um período de 30 segundos e em seguida desligada. A ETCC foi realizada em região de córtex pré-frontal dorsolateral, com intensidade de 2mA. As participantes dos dois grupos foram avaliadas em dois momentos: nas primeiras 24 horas do ciclo menstrual inicial (AV1), nas primeiras 24 horas do ciclo menstrual seguinte e após intervenção (AV2). Para avaliação dos desfechos primários dor e funcionalidade foram utilizados, respectivamente a escala numérica da dor e para funcionalidade foi usado o teste de caminhada de 6 minutos. Para os desfechos secundários afetividade e ansiedade foram usados, respectivamente, a escala de afeto positivo e negativo, a escala de avaliação de ansiedade de Hamilton. Resultados: Na revisão sistemática, foram identificados 14 artigos elegíveis, os quais abordavam técnicas de eletroacupuntura, acupuntura, acupressão, auriculoterapia, estimulação elétrica nervosa transcutânea, Yoga, exercícios isométricos, alongamentos, relaxamentos com respiração diafragmática, exercícios de assoalho pélvico e massagem tissular para o alívio da dor. No ensaio clínico não foi encontrada interação significativa entre intervenção e tempo no NRS [F(2,44) = 1,358, p = 0,26] e foi percebido um efeito significativo do tempo [F (2,44) = 4,446, p = 0,01] foi encontrado. O grupo ativo apresentou redução significativa da ansiedade (p = 0,03) com diferença média de 5,12 (IC95% 0,79 a 11,05). Não houve diferenças significativas entre afeto positivo e negativo (p = 0,95 ep = 0,15, respectivamente). Desempenho aeróbico submáximo foi significativamente maior no grupo ativo [F (2,21) = 5,591, p = 0,02], com média diferença de 70,87 (IC95% 8,53 a 133,21). Conclusão: Até o momento as técnicas utilizadas para tratamento da dismenorreia primária apresentam efeitos positivos na analgesia, sem aparente diferença entre elas. Elas parecem ser complementares entre si, no tratamento da dismenorreia primária e apresentam efeitos de pouca durabilidade. A ETCC em região de córtex pré-frontal dorsolateral aparece neste estudo como um recurso de efeito satisfatório sore a funcionalidade. Esta é eficaz na redução da ansiedade, melhora de humor e funcionalidade. Contudo, não apresenta efeito direto significativo sobre a dor. A aplicação de 2mA de corrente contínua, por 20 minutos durante 5 sessões consecutivas apresenta bom resultado. Porém, sugere-se analisar a possibilidade de alternância das sessões para melhorar a viabilidade clínica da terapia.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - LICIA PAZZOTO CACCIARI - UDEM
Externo ao Programa - 4964489 - CLECIO GABRIEL DE SOUZA
Interna - 2212151 - ELIZABEL DE SOUZA RAMALHO VIANA
Externa à Instituição - KÁTIA KARINA DO MONTE SILVA - UFPE
Presidente - 2786809 - MARIA THEREZA ALBUQUERQUE BARBOSA CABRAL MICUSSI
Notícia cadastrada em: 29/07/2020 08:30
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao