Banca de DEFESA: MARIANA GALVAO DE MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIANA GALVAO DE MEDEIROS
DATA : 24/08/2018
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do departamento de fisioterapia
TÍTULO:

Efeitos imediatos da VNI na função muscular periférica e desempenho aeróbico em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica.


PALAVRAS-CHAVES:

DPOC, Músculo esquelético, Ventilação não invasiva.


PÁGINAS: 60
RESUMO:

Introdução:Objetivo: Avaliar o efeito agudo da VNI Bínivel, na função muscular periférica no exercício isocinético e desempenho aeróbico no TC6, na DPOC. Métodos: Amostra não probabilística, totalizando 14 indivíduos com DPOC moderada a muito grave, sem exacerbações. Procedimentos realizados em dois dias. Inicialmente todos preencheram a avaliação clínica, gravidade da doença, questionários para dispnéia e qualidade de vida, espirometria e manovacuometria. Secundariamente submetidos à coleta bioquímica, TC6, e avaliação isocinética do quadríceps, todos basais. Depois eram submetidos à intervenção com 30 minutos de VNI Binível/placebo, conforme randomização; após, submetidos a novo TC6 e protocolo teste no dinamômetro isocinético, finalizando com nova coleta bioquímica. Antes e após as avaliações foi quantificada a percepção subjetiva da dispnéia e fadiga em membros inferiores. Após wash-out de no mínimo sete dias, os participantes retornaram, desenvolvendo novamente todos os procedimentos, e modificação da VNI conforme randomização. Resultados: 14 participantes, 57% com DPOC grave e demais moderado, a VNI apresentou melhora significativa na percepção de esforço para membros inferiores e dispnéia, após exercício isocinético (p≤0,02* e p≤0,05*), melhora dos valores do pico de torque (p≤0,00*), trabalho total (p≤0,00*), índice de fadiga (p≤0,00*) e potência (p≤0,01*), o grupo VNI caminhou aproximadamente 16 metros a mais o TC6, e houve melhora nos níveis de lactato sanguíneo (p≤0,00*). Conclusão: A VNI melhora diretamente a percepção de dispnéia e escores avaliados no exercício isocinético. Apresenta relevância clínica na distância percorrida no TC6, e melhora do nível de lactato sanguíneo, nos pacientes com DPOC.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DIANA AMÉLIA DE FREITAS - UNIFACEX
Externo ao Programa - 1055045 - MARCELA ABBOTT GALVAO URURAHY
Presidente - 1632408 - PATRICIA ANGELICA DE MIRANDA SILVA NOGUEIRA
Notícia cadastrada em: 14/08/2018 15:08
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao