Banca de QUALIFICAÇÃO: BARTOLOMEU FAGUNDES DE LIMA FILHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BARTOLOMEU FAGUNDES DE LIMA FILHO
DATA : 07/12/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Fisioterapia
TÍTULO:

CRITÉRIOS DO FENÓTIPO DE FRAGILIDADE EM IDOSOS COM DIABETES MELLITUS TIPO 2


PALAVRAS-CHAVES:

Idoso fragilizado. Diabetes Mellitus tipo 2. Doença crônica.


PÁGINAS: 61
RESUMO:

INTRODUÇÃO: As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) caracterizam-se como problemas de saúde muito prevalentes e incidentes no mundo atual. Com todas as alterações fisiológicas do envelhecimento, os idosos tornam-se mais vulneráveis a vivenciarem essas afecções. Dentre as mais conhecidas, destacam-se o Diabetes Mellitus e a Síndrome da Fragilidade do Idoso (SF), que preocupam pela magnitude de suas consequências. OBJETIVO: Relacionar os perfis do fenótipo de fragilidade (“não-frágil”, “pré-frágil” e “frágil”) com as variáveis sociodemográficas, clínico-funcionais e psico-cognitivas dos idosos com DM2. MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de um estudo observacional analítico de caráter transversal. Este será realizado no Núcleo Avançado de Pesquisa e Inovação Tecnológica em Saúde (NAPS) do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e será constituído de idosos provenientes dos setores de Endocrinologia e Geriatria do referido hospital diagnosticados com DM2. A amostra será dada por conveniência após a realização do cálculo amostral. Os idosos estarão no NAPS em data e horário previamente marcados e passará pela avaliação. Após a seleção da amostra, será realizada uma entrevista contendo dados pessoais, sócio-demográficos, clínico-funcionais, psico-cognitivos (Mini-Exame do Estado Mental e Escala Geriátrica de Depressão), fenótipo de fragilidade (perda de peso não intencional, baixo nível de atividade física, exaustão, fraqueza muscular e diminuição da velocidade da marcha) e independência funcional (WHODAS 2.0). Para a análise dos dados será utilizada a estatística descritiva das frequências absolutas e relativas dos dados obtidos e a análise inferencial. RESULTADOS ESPERADOS: Espera-se que a SF seja mais frequentes em mulheres, indivíduos mais idosos, analfabetos, sem vida conjugal, baixa renda, baixo peso ou obesidade, diabetes, sintomas depressivos, incapacidade funcional e déficit cognitivo. Espera-se ainda que as características do Fenótipo da Fragilidade estejam relacionadas com a presença de DM2 nos idosos avaliados e que os critérios do fenótipo de fragilidade estejam alterados em idosos diabéticos e que a pré-fragilidade seja a característica mais presente na amostra.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2090691 - JULIANA MARIA GAZZOLA
Externo à Instituição - JULIANA MARTINS PINTO - UNICAMP
Interno - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Notícia cadastrada em: 29/11/2016 14:45
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao