Banca de QUALIFICAÇÃO: SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
DATA: 20/02/2015
HORA: 14:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPTO DE FISIOTERAPIA
TÍTULO:

Estágio menopausal e desempenho físico em mulheres de meia idade: um estudo transversal baseado na comunidade no Nordeste do Brasil.


PALAVRAS-CHAVES:

Menopausa, desempenho físico, história reprodutiva, posição socioeconômica, curso da vida, envelhecimento.


PÁGINAS: 24
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

Objetivo: Avaliar as relações entre o estágio menopausal e o desempenho físico em mulheres de meia-idade do Nordeste do Brasil. Materiais e Métodos: Foi realizado um estudo transversal com mulheres entre 40 e 65 anos, residentes no município de Parnamirim-RN.  As mulheres (N=389) foram recrutadas por meio de divulgação do projeto nas unidades básicas de saúde do município. O desempenho físico foi avaliado por meio da força de preensão manual, velocidade da marcha e teste de sentar-levantar. O estágio menopausal foi determinado utilizado a classificação do Stages of Reproductive Aging Workshop e as mulheres foram classificadas em um dos grupos: pré-menopausa, perimenopausa ou pós-menopausa.  Análises de regressão linear múltipla foram realizadas para modelar o efeito do estágio menopausal sobre cada uma das medidas de desempenho físico, ajustando pelas covariáveis (idade, renda familiar, escolaridade, índice de massa corporal, paridade e idade ao primeiro filho). Resultados: As mulheres na pré-menopausa foram significativamente mais fortes e realizaram melhor o teste de sentar-levantar que as mulheres na peri e pós-menopausa. A velocidade da marcha não variou significativamente entre as categorias da menopausa. Nas análises multivariadas, o estágio menopausal permaneceu estatisticamente significativo apenas para a força de preensão manual. Nas análises completamente ajustadas, as mulheres na pré-menopausa tiveram uma força de preensão manual média de 2,226 Kgf (IC 95%: 0,361 – 4,901) maior que o grupo da pós-menopausa. Conclusões: Este estudo fornece evidência adicional para as relações entre menopausa e desempenho físico em mulheres de meia idade, uma vez que a força de preensão manual é mais fraca entre as mulheres na peri e pós-menopausa que entre mulheres na pré-menopausa, mesmo após ajuste pela idade e outras covariáveis.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALINE DO NASCIMENTO FALCAO FREIRE MONTE - Estácio
Presidente - 1460020 - ALVARO CAMPOS CAVALCANTI MACIEL
Externo ao Programa - 2212151 - ELIZABEL DE SOUZA RAMALHO VIANA
Externo ao Programa - 2446479 - LILIAN LIRA LISBOA
Externo ao Programa - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Notícia cadastrada em: 13/02/2015 08:42
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao