PPGFST PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Telefone/Ramal: (84) 3342-2002 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgfst

Banca de QUALIFICAÇÃO: INGRID FONSECA DAMASCENO BEZERRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: INGRID FONSECA DAMASCENO BEZERRA
DATA: 10/11/2014
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA
TÍTULO:

Associação entre função sexual, qualidade de vida e sintomatologia depressiva em gestantes


PALAVRAS-CHAVES:

Gestante; Saúde Sexual; Disfunção Sexual; Qualidade de Vida; Depressão.


PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

INTRODUÇÃO: A sexualidade humana é um assunto complexo, que engloba uma gama de questões, ela é reconhecida como um dos pilares da qualidade de vida, tendo a sua abordagem cada vez mais valorizada. A sexualidade feminina vem sendo modulada ao longo da vida por inúmeros fatores, que podem levar ao aparecimento de alterações no ciclo da resposta sexual. A gravidez constitui-se de alterações metabólicas, físicas e psicológicas, que ocorrem no corpo da mulher e que alteram não só a resposta sexual feminina, como também a qualidade de vida durante a gestação. OBJETIVO: Investigar associação entre função sexual, qualidade de vida e sintomatologia depressiva, em mulheres grávidas. METODOLOGIA: A população foi formada por gestantes atendidas no exame pré-natal de alto risco da Maternidade Divino Amor, Parnamirim/RN e pelas participantes do Curso para Gestantes do Departamento de Fisioterapia da UFRN (campus central).  A coleta de dados foi realizada aplicando um questionário inicial contendo questões sobre dados sociodemográficos, ginecológicos e obstétricos, bem como conhecimento corporal e sexual. A função sexual foi avaliada através da aplicação do Índice de Função Sexual Feminino (FSFI). Para avaliar a qualidade de vida foi aplicado o Índice de Qualidade de Vida de Ferrans and Powers para gestantes e, por fim, para verificar a presença de sintomatologia depressiva foi aplicado o Inventário de Depressão de Beck. Os achados coletados da amostra foram tabulados em um banco de dados no software Microsoft Office Excel 2007 e as análises foram realizadas através do software Statistical Package for Social Sciencies for Personal Computer (SPSS-PC), versão 20.0, onde foi feito a análise estatística descritiva. RESULTADOS PRELIMINARES: Os dados de 69 gestantes foram analisados, com uma média de 28,56 anos (DP + 6,77); a maioria tem união estável (94,2%) com média de 5,90(DP + 5,28) anos de união. Das gestantes avaliadas, 53,6% não planejaram a gravidez; (50,7%) encontravam-se no segundo trimestre de gestação e fazendo seu acompanhamento pré-natal exclusivamente no serviço público de saúde (53,7%), com uma média de 6,24 consultas de pré-natal (DP + 3,26). Foi verificado que 44,9% das gestantes apresentaram algum tipo de intercorrência na gestação, 7,9% apresentaram sintomatologia depressiva e 3,2% com alterações do humor (disforia). Observou-se, ainda, que 39,1% com alteração em sua função sexual.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2212151 - ELIZABEL DE SOUZA RAMALHO VIANA
Externo ao Programa - 6346130 - MARIA BERNARDETE CORDEIRO DE SOUSA
Interno - 2786809 - MARIA THEREZA ALBUQUERQUE BARBOSA CABRAL MICUSSI
Notícia cadastrada em: 22/10/2014 16:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao