Banca de DEFESA: NATHALIA RAMOS DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NATHALIA RAMOS DA SILVA
DATA : 24/08/2022
HORA: 08:30
LOCAL: DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA-SALA DE AULAS DO SETOR DE PRÓTESE
TÍTULO:

Cimentação adesiva de cerâmicas vítreas para CAD/CAM: efeito do tipo de sistema adesivo e do envelhecimento em longo prazo na resistência de união ao cimento resinoso


PALAVRAS-CHAVES:

Cerâmica; Materiais dentários; Adesivos dentinários.


PÁGINAS: 28
RESUMO:

O objetivo desta pesquisa é avaliar o efeito do tipo de sistema adesivo e do envelhecimento na molhabilidade e resistência de união das cerâmicas vítreas aoao cimento resinoso. Blocos de silicato de lítio (SL - Celtra Duo, Dentsply Sirona), feldspática (FD - Vita Mark II, VITA Zahnfabrik) e cerâmica infiltrada por polímero (PIC - Vita Enamic, VITA Zahnfabrik) foram seccionados (N=96, 10 x 12 x 2 mm), incluídos e divididos aleatoriamente em 24 grupos de acordo com os fatores: “Cerâmica” (SL, FD e PIC), “Adesivo” (CONT–controle sem adesivo; C2P–adesivo convencional de 2 passos; C3P–adesivo convencional de 3 passos; UNV–adesivo universal) e “Envelhecimento” (SE-sem; CE–com). Após o tratamento das cerâmicas, cilindros (n=15, Ø = 2 mm e altura = 2 mm) de cimento resinoso (RelyX Ultimate, 3M ESPE) foram confeccionados (4 cilindros/bloco) e metade das amostras foram armazenadas em água destilada a 37°C por 24h (SE) e metade foi submetida à termociclagem 10.000 ciclos e armazenamento em água a 37°C por 18 meses (CE). Em seguida, as amostras foram submetidas ao teste de resistência de união ao cisalhamento a fio (RUC - 100 KgF, 1 mm/min), análises de falhas, mensuração do ângulo de contato e análise da interface por meio da microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os dados da RUC (MPa) e ângulo de contato foram analisados pelo ANOVA-2 fatores e ANOVA-1 fator, respectivamente, e Tukey (5%). A análise de Weibull foi realizada para a RUC. ANOVA-2 fatores revelou que o fator “Adesivo” foi significativo apenas para as cerâmicas SL (p<0,0001) e FD (p=0,0079). Já a interação Adesivo/Envelhecimento (p=0,0015) e “Envelhecimento” (p=0,0008) foram significativos apenas para SL. Para SL, após o envelhecimento os grupos CE_UNV (22,18± 7,74CD) e CE_C2P (17,32± 5,86D) foram inferiores ao controle (30,30± 6,11A). Apenas o grupo UNV apresentou redução significativa após envelhecimento. Para FD, C2P apresentou a menor RUC em relação aos demais grupos. PIC apresentou similaridade da RUC entre todos os grupos. O ângulo de contato de UNV apresentou o menor valor para SL (55,27°) e FD (51,34°). Para PIC, C3P apresentou o maior ângulo (63,00°) e CONT o menor (49,83°). Portanto, a aplicação de um adesivo não foi benéfica para a adesão cerâmica cimento. Ademais, o uso de C2P e UNV após silanização da cerâmica SL e C2P para FD deve ser avaliada com precaução, já que a resistência de união foi reduzida em comparação ao grupo controle após o envelhecimento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1640419 - RODRIGO OTHAVIO DE ASSUNCAO E SOUZA
Interna - 1459400 - ADRIANA DA FONTE PORTO CARREIRO
Externa ao Programa - 2492886 - SAMIRA ALBUQUERQUE DE SOUSA - UFRNExterna à Instituição - DAYANNE MONIELLE DUARTE MOURA - UERN
Externa à Instituição - RENATA MARQUES DE MELO - UNESP
Notícia cadastrada em: 15/08/2022 09:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao