Banca de QUALIFICAÇÃO: HÉVILA DE FIGUEIREDO PIRES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : HÉVILA DE FIGUEIREDO PIRES
DATA : 27/07/2022
HORA: 15:00
LOCAL: DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA - SALA DE AULAS DA PATOLOGIA
TÍTULO:

FATORES DE RISCO ASSOCIADOS À RECORRÊNCIA DO AMELOBLASTOMA: UM ESTUDO CLÍNICO-PATOLÓGICO E IMUNOISTOQUÍMICO


PALAVRAS-CHAVES:

Ameloblastoma. Recidiva. Fatores de risco. Imuno-histoquímica. Dano ao DNA. Reparo de Erro de Pareamento de DNA


PÁGINAS: 43
RESUMO:

O ameloblastoma é uma neoplasia odontogênica, localmente agressiva e infiltrativa com altas taxas de recorrência pós-operatória.  Os mecanismos moleculares envolvidos com a etiopatogenia deste tumor são pouco conhecidos, e apesar de alterações no sistema de reparo de erros de pareamento de bases do DNA, conhecido como sistema mismatch (MMR) favorecerem o desenvolvimento de diferentes neoplasias humanas, a importância destes no desenvolvimento do ameloblastoma ainda permanece pouco compreendido. Sendo assim, esse estudo tem como objetivo avaliar quais os possíveis fatores clínicos, imaginológicos e histopatológicos relacionados com a recidiva em ameloblastomas, bem como investigar o padrão de expressão de hMLH1, hMSH2 e Ki-67 e sua associação com a recorrência nesses tumores. Trata-se de um estudo descritivo, transversal e restrospectivo, o qual em fase posterior, se caracterizará pela observação, análise, registro e quantificação das proteínas hMSH2, hMLH1 e Ki-67, por meio de imunoistoquímica, em ameloblastomas. A amostra será intencional e não probabilística constituída por 22 casos de ameloblastomas recidivantes e 22 casos de ameloblastomas não-recidivantes. A análise imuno-histoquímica será realizada de forma quantitativa, considerando a localização celular (nuclear) das proteínas estudadas. Estatísticas descritivas serão usadas para a caracterização da amostra. A normalidade e homocedasticidade da amostra será realizada usando a curtose e o teste Shapiro-Wilk. O teste qui-quadrado e o exato de Fisher serão utilizados para avaliar as associações das variáveis com a recorrência. O teste de McNemar para dados emparelhados será utilizado para comparar as variáveis entre lesões primárias e recorrentes de ameloblastoma. Para comparar a imunoexpressão de hMSH2, hMLH1 e Ki67 entre ameloblastomas recidivantes e ameloblastomas não-recidivantes, o teste t de Student não-pareado e teste de Mann-Whitney serão utilizados. A sobrevida livre de recorrência será analisada pelo método de Kaplan-Meier e as funções de sobrevida serão comparadas de acordo com as variáveis pelo teste log-rank. O nível de significância de 5% será considerado para todos os testes estatísticos (p<0.05). O desenvolvimento desta pesquisa tem o intuito de contribuir no entendimento do comportamento biológico desta neoplasia odontogênica, bem como em uma melhor compreensão do papel das proteínas MMRs na recorrência em ameloblastomas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1258707 - ANTONIO DE LISBOA LOPES COSTA
Presidente - 350485 - HEBEL CAVALCANTI GALVAO
Interna - 350484 - ROSEANA DE ALMEIDA FREITAS
Notícia cadastrada em: 15/07/2022 13:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao