Banca de QUALIFICAÇÃO: ALINE DE SOUSA BARBOSA FREITAS PEREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALINE DE SOUSA BARBOSA FREITAS PEREIRA
DATA : 16/12/2021
HORA: 09:30
LOCAL: PLATAFORMA VIRTUAL
TÍTULO:

Avaliação dos efeitos da Nanopartícula de ácido poli lático-co-glicólico (PLGA) associada ao cloridrato de metformina em um modelo experimental de doença periodontal com ratos diabéticos


PALAVRAS-CHAVES:

Periodontite. Metformina. Inflamação. Nanopartículas. Ácido poli-láctico-co-glicólico


PÁGINAS: 70
RESUMO:

Existe uma correlação bem estabelecida entre diabetes e doença periodontal e o uso da Metformina (MET), um importante hipoglicemiante oral,  que tem auxiliado no controle dos níveis glicêmicos, efeitos antiinflamatórios e diminuição da perda óssea. Ao se veicular a MET a um sistema de nanopartículas de polímeros biodegradáveis, pode-se apresentar a vantagem de aumento da eficácia terapêutica. O objetivo desse estudo consistiu na avaliação dos efeitos antiinflamatórios, na perda óssea e farmacocinética  de uma nanopartícula de ácido poli lático-co-glicólico (PLGA) associada a MET em um modelo de periodontite induzida por ligadura em ratos diabéticos. O PLGA carregado com diferentes doses da MET foi caracterizado pelo seu diâmetro médio, tamanho da partícula, índice de polidispensão e eficiência de aprisionamento. Foram utilizados ratos machos, albinos, da linhagem Wistar, divididos aleatoriamente, em grupos controles e experimentais. Após o tratamento e eutanásia, amostras de maxila foram removidas e utilizadas para avaliação através de microtomografia computadorizada (µCT), histopatológico e imunohistoquímica. Amostras de gengiva foram utilizadas para análise da atividade de citocinas (IL-1β e TNF-α) por imunoensaio ELISA e para avaliação da expressão gênica de proteínas por RT-PCR quantitativo (AMPK, NF-κB p65, HMGB1 e TAK-1). O plasma sanguíneo foi coletado para avaliação da farmacocinética. O diâmetro médio das nanopartículas de PLGA carregadas com MET estava em um intervalo de 457,1 ± 48,9 nm (p <0,05) com um índice de polidispersidade de 0,285 (p <0,05), potencial Z de 8,16 ± 1,1 mV (p <0,01) e eficiência de aprisionamento (EE) de 66,7 ± 3,73. O tratamento com PLGA carregado com MET 10 mg / kg mostrou uma baixa concentração de células inflamatórias, coloração fraca para RANKL, catepsina K, OPG e osteocalcina e níveis de IL-1β e TNF-α (p <0,05), aumento do gene de expressão de AMPK (p <0,05) e NF-κB p65, HMGB1 e TAK-1 diminuídos (p <0,05).


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2085732 - ANA RAFAELA LUZ DE AQUINO MARTINS
Interna - 2374605 - AURIGENA ANTUNES DE ARAUJO
Externa ao Programa - 2477216 - NAISANDRA BEZERRA DA SILVA FARIAS
Notícia cadastrada em: 29/11/2021 15:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa19-producao.info.ufrn.br.sigaa19-producao