Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA LUIZA SILVA FREIRE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA LUIZA SILVA FREIRE
DATA : 30/08/2017
HORA: 15:00
LOCAL: Sala do Grupo de Pesquisa do HCUrb, prédio do Centro de Tecnologia (CT)
TÍTULO:

Junkspace: Palavra, Imagem e Experiência na cidade contemporânea.


PALAVRAS-CHAVES:

Arquitetura contemporânea; Estudos culturais urbanos; Rem Koolhaas; Espaço-lixo; Pós-modernismo.


PÁGINAS: 88
RESUMO:

O ensaio Junkspace (2001) de autoria do arquiteto holandês Rem Koolhaas, apresenta, a partir de uma composição textual aparentemente caótica, a descrição de uma paisagem urbana que já não é regulada por qualquer noção tradicional do campo disciplinar da arquitetura, e que encontra sentido apenas através da ubiquidade dos sistemas produtivos – espaciais, no caso - promovida pela globalização. Junkspace nomeia, sobretudo, o que Koolhaas observou como as formas, expressões e lógicas urbanas subjacentes à modernidade contemporânea, constituintes da cidade genérica ou global do final do século XX e começo do século XXI. Entendemos, portanto, que Junkspace relaciona-se com o entendimento das transformações urbano-territoriais a partir de um olhar sóciocultural sobre a cidade, em que a análise sobre a produção espacial é encarada como sintomática do processo de desenvolvimento de nossa cultura e sociedade. É com tal olhar, por conseguinte, que questionamos: afinal, como Junkspace pode contribuir ao entendimento acerca das cidades na atualidade? Partindo dessa questão central de pesquisa, o trabalho aqui desenvolvido seguiu uma linha de exploração teórica-metodológica, de modo a alcançar o objetivo geral de compreender Junkspace sob a luz de uma discussão teórica sobre o fenômeno urbano contemporâneo, com vistas a contribuir ao debate acadêmico acerca da produção espacial das duas primeiras décadas do século XXI. Contemplando o aspecto teórico do trabalho, foi realizada uma revisão bibliográfica tanto sobre o autor de Junkspace e suas principais obras como sobre o ensaio tomado aqui como fonte primária de pesquisa, bem como sobre autores que discutem temáticas abordadas no texto de Koolhaas. Realizamos, também, atividades de cunho metodológico, a fim de explorar os limites do termo estudado enquanto ferramenta pragmática e empírica de apreensão da cidade. Os resultados deste trabalho ainda não estão finalizados, contudo, até o presente momento consideramos que as possibilidades de questionar Junkspace, sob a luz de um debate cultural urbano, bem como as de ancorar a espacialização do termo criado por Koolhaas a partir da discussão suscitada pelo ensaio e de sua relação com os marcos teóricos selecionados para a construção do debate, colaboram à discussão e apreensão do fenômeno urbano contemporâneo.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADRIANA MATTOS DE CAÚLA E SILVA - UFF
Interno - 2432718 - ALEXSANDRO FERREIRA CARDOSO DA SILVA
Presidente - 1720813 - GEORGE ALEXANDRE FERREIRA DANTAS
Interno - 1345114 - JOSE CLEWTON DO NASCIMENTO
Notícia cadastrada em: 08/08/2017 14:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao